Libertadores pode paralisar jogos por atos racistas

Conmebol avalia graves medidas por conta de episódios contra brasileiros na Copa Libertadores da América.
Conmebol avalia graves medidas por conta de episódios contra brasileiros na Copa Libertadores da América. Foto: (REUTERS/Amanda Perobelli)

Depois de uma sequência inaceitável de atos de racismo de torcedores de clubes adversários dos brasileiros na Copa Libertadores da América, a alta cúpula de comando da Conmebol decidiu por tomar atitudes contra as criminosas práticas nos estádios de futebol.

Além de colocar em prática uma determinação da FIFA que trata de "três passos contra a discriminação", que pode, até, paralisar as partidas, a entidade máxima do futebol na América do Sul emitiu nota na tarde desta sexta-feira prometendo intensificar suas ações para coibir o racismo: "A CONMEBOL considera ABSOLUTAMENTE INACEITÁVEL qualquer manifestação de racismo e outras formas de violência em seus torneios. Assume e assumirá sempre a sua parte de responsabilidade no combate a todo o tipo de discriminação. (...) A CONMEBOL promoverá mudanças na regulamentação para AUMENTAR E ENDURECER as penalidades em casos de racismo. Também se compromete a desenhar e implementar novos programas e ações que visem banir definitivamente este problema do futebol sul-americano."

Leia também:

A solicitação feita pela Conmebol é de que atos racistas, sejam eles cometidos por um indivíduo sozinho ou por uma torcida inteira, sejam denunciados imediatamente às autoridades da partida e policiais para que, caso algo seja notado, a partida seja paralisada.

Se, por ventura, uma partida for interrompida por atos de racismo ou qualquer outra discriminação e não seja possível dar andamento ao jogo, os tribunais da entidade podem impor punições no âmbito esportivo, como perda dos pontos da partida disputada e perda do mando de campo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos