Libertadores: torcedores do Flamengo têm voo para o Equador cancelado por risco de erupção em vulcão

Uma das empresas que levaria torcedores do Flamengo para o Equador, onde o time enfrenta o Athletico no sábado pela final da Libertadores, teve alguns de seus voos cancelados por conta dos riscos da viagem caso o vulcão Cotopaxi, localizado na região, entre em erupção. Em comunicado, a Outsider informou que estava trabalhando para realocar os passageiros em outros voos nesta quinta e sexta-feira.

Libertadores: O que significa o "sinal amarelo" de vulcão no Equador. Entenda se ele afeta decisão

De renegado a indispensável: Léo Pereira sintetiza resiliência do Flamengo na Libertadores

"Tendo em vista e já noticiado em vários veículos de imprensa sobre o risco de erupção do vulcão Cotopaxi, localizado próximo a Quito, a subsidiária da empresa Latam, na qual tínhamos o contrato de fretamento para Guayaquil, veio a cancelar os aviões tendo em vista possibilidade de erupção, impossibilitando os voos na data de 27 de outubro de 2022, estamos trabalhando para acomodação no voo, para os dias 28 e 29 de outubro de 2022", disse a empresa em comunicado à imprensa.

A informação foi repassada a um grupo de mais de dois mil torcedores do Flamengo. Eles criticaram a decisão da empresa, afirmando que o próprio governo do Equador teria dito que o risco para o voo era mínimo.

— A Latam realmente cancelou nossos voos com a justificativa do vulcão. Nós sabemos que o vulcão está em Quito e não interfere aqui em Guayaquil. [...] Então, nós estamos trabalhando arduamente para realocar em outro voos. [...] Nossa equipe está toda mobilizada, realocando em novos voos, organizando todos vocês. Eu só preciso que vocês tenham um pouco mais de paciência — disse um agente da empresa, em comunicado enviado aos torcedores e à imprensa.

Flamengo: torcida em cima do ônibus, escolta de urubus e até barco: veja imagens do #AeroFla para final da Libertadores

O agente explicou que "tudo o que foi feito em um ano de trabalho", estava sendo refeito "em algumas horas". Ele confirmou, ainda, que ainda nesta quarta-feira daria uma posição definitiva sobre as realocações de todos os passageiros.

Nas redes sociais, torcedores reclamam da falta de resposta da empresa. Ao GLOBO, Pedro Ruiz, que adquiriu um pacote junto à empresa, conta que as informações passadas são desencontradas. Segundo ele, torcedores que vieram de outros estados para embarcar no Aeroporto do Galeão, no Rio, não conseguiram confirmar se os voos sairão no horário marcado, e, em caso negativo, para quando seriam remanejados.

— Comprei o pacote completo, com voo fretado, mais hotel, ingresso, do dia 27 ao dia 30. Foram vários voos cancelados. Primeiro, eles deram a informação de que, por conta do vulcão, a Latam cancelou todos voos com ela [a empresa]. [...] Tudo começou muito errado, porque demoraram muito a falar em qual hotel a gente ia ficar, o voucher foi emitido só uma semana atrás. A gente já imaginava que alguma coisa poderia dar errado. Venderam um monte de ingresso — contou Pedro.