Licitação para a concessão de bilhetagem digital nos transportes do Rio está marcada para 6 de dezembro

·2 minuto de leitura

RIO — É dada a largada para a implantação de um modelo, através do qual a prefeitura promete abrir a caixa preta e oferecer transparência sobre a arrecadação com tarifas de transporte. Está marcada para 6 de dezembro a licitação que vai escolher a concessionária, que, em caráter de exclusividade, vai implantar e operar o sistema de bilhetagem digital em todos os sistemas de transporte público coletivo com titularidade do município (ônibus, vans, cabritinhos, BRT e VLT). O Diário Oficial do Rio publica nesta sexta-feira o aviso de concorrência. Vencerá que oferecer o maior valor de outorga, que deve ser de no mínimo R$ 10,7 milhões.

A concessão será por dez anos. Segundo o edital da Secretaria municipal de Transportes (SMTr), nesse período, o valor estimado com as tarifas das passagens é de mais de R$ 1 bilhão. Antes da implantação definitiva da bilhetagem, haverá um período de mobilização e de transição, de seis meses cada, após a conclusão da licitação.

O Diário Oficial desta sexta-feira publica ainda decreto do prefeito Eduardo Paes, criando a comissão de licitação da licitação, que será formada por cinco membro. E ainda uma resolução da SMTr as medidas de adequação do Serviço Público de Transporte de Passageiros por Ônibus da cidade com a implantação da bilhetagem eletrônica.

Uma das exigências do novo modelo é que empresa possibilite pagamento das passagens com celulares, pix, QR code e a aquisição mensal antecipada. O Metrô e a SuperVia poderão acompanhar estes dados por causa das integrações.

Já o dinheiro dos créditos não usados poderá ser resgatado a qualquer momento pelos passageiros. E primeiro validador em cada veículo será de graça.

A manutenção dos equipamentos será de responsabilidade da empresa de tecnologia, que poderá usar publicidade no aplicativo da bilhetagem.

O novo modelo prevê ainda o fim do uso do dinheiro nos ônibus. Dessa forma, acabará com a dupla função do motorista e a atividade do cobrador, em um ano e meio após a implantação do sistema.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos