Liderados por Figueiredo, quem são os jovens que guiam o Vasco na boa campanha na Série B

Quem vê o Vasco nesta Série B até esquece dos anos anteriores de frustração. Boa campanha, acompanhado de um segundo lugar com 21 pontos, e torcida empolgada com o possível acesso à Série A. Na análise geral, um dos principais fatores para essa crescente foi mudar o estilo de construção de elenco, deixando de lado a aposta em medalhões e confiando mais em jovens atletas. Em especial, os da base, como o atacante Figueiredo, de 20 anos.

Figueiredo talvez desponte como o principal desses jovens que estão empolgando no VASCO. Não apenas pelo gol marcado diante do Náutico, que abriu o caminho para a vitória por 3 a 2, no Arruda. Mas por também já ter sido decisivo em outros jogos nesta Série B. Diante do Bahia, por exemplo, foi dele o gol da vitória por 1 a 0, em São Januário.

— Não tem nem como explicar a sensação, só vivenciar o momento. Acredito que esses gols são fruto de muito trabalho. Mas também se for para fazer gol de dedão, de canela, espero fazer para ajudar o Vasco na busca por esse acesso. Não tem essa de gol feio (risos) — garantiu ele.

Além de Figueiredo, o volante Andrey Santos foi outro destaque da partida — ele também marcou diante do Naútico. Ambos vieram das categorias de base do Vasco. Curiosamente, o primeiro gol como profissional saiu antes dele ter que se apresentar à seleção brasileira sub-20, o que mostra o talento do jovem cruz-maltino.

Tido como uma joia das categorias de base do Vasco, Andrey completou 18 anos no mês passado e detém a marca de jogador mais jovem a atuar como profissional no Vasco. No Carioca do ano passado, aos 16 anos, ele entrou numa partida contra o Volta Redonda.

Criticado, mas importante

Já o atacante Gabriel Pec, de 21 anos, vive uma montanha-russa de emoções com a torcida. Já foi tratado como joia, criticado, voltou a ser exaltado e agora está em baixa com a torcida. Ainda assim, é visto como peça importante no esquema do Vasco, elogiado pelo ex-técnico Zé Ricardo e pelo agora interino Edimar Faro.

Pec foi o autor do gol que garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o CSA, na sexta rodada, e também se destacou diante do Brusque, na sétima. Sua evolução é citada também pela parte física: tem conseguido atuar os 90 minutos, algo impensável anteriormente. No que melhorar está as tomadas de decisão.

- Realmente evolui na questão física. Termino os 90 minutos e, se precisar, posso jogar mais 45 minutos ou até 90 minutos. Graças a deus a capacidade física está muito boa, com o trabalho que vem sendo feito aqui, com academia, preparação física, nutrição. Estou evoluindo muito nisso - disse o atacante do Vasco.

Mesmo na reserva, Riquelme segue sendo um xodó da torcida do Vasco e constantemente pedido entre os titulares. Zé Ricardo já havia declarado acreditar que ele tenha potencial para atuar em mais de uma posição. Além de lateral-esquerdo, também atua como meia ou ponta.

Completando a lista, o goleiro Halls e o zagueiro Zé Vitor são promissores. O também zagueiro Ulisses começou o ano como titular, mas acabou se lesionando e perdeu espaço. Ainda assim, é peça do elenco. O ponta-direita Vinícius Paiva é reserva e foi bem na Copinha depois de ser irregular no profissional. Também está entre as opções.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos