Lideranças do PT e PSB acreditam em chapa com Lula e Alckmin para 2022

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
O Palácio do Planalto em Brasília (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
O Palácio do Planalto em Brasília (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
  • Uma chapa de Lula e Alckmin pode ser formada

  • Lideranças partidárias estariam trabalhando para isso

  • Entraves, porém, ainda são muitos

A possibilidade de uma chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) para as eleições de 2022 é debatida entre integrantes do PT e do PSB. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

A articulação, porém, passa por diversas negociações que vão desde o convencimento de ambos de que a chapa poderia funcionar, já que são adversários políticos históricos, até a desfiliação de Alckmin do PSDB e sua filiação ao PSB.

Para isso, o PT teria que assegurar a parceria com o PSB e garantir que a vaga de vice seria do partido. Assim que estivesse formalizada, o ex-governador de SP deixaria seu partido atual e confirmaria a integração à nova legenda.

Em entrevista ao Yahoo! Notícias, a presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann afirmou que as conversas sobre composição de chapas ainda serão feitas e oficializadas.

Ela, no entanto, foi enfática em dizer que, apesar de Lula afirmar que só irá decidir sobre sua candidatura no ano que vem, para o partido, ele é o candidato.

"Lula falou que só vai definir mesmo se é candidato no início do ano que vem, não agora. Obviamente que para nós do PT ele é o nosso candidato e eu diria que para uma parcela expressiva do povo brasileiro porque ele traz a esperança de recuperar o país", afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos