Líderes criticam Premier League por desleixo a surtos de Covid

·2 min de leitura
LIVERPOOL, ENGLAND - OCTOBER 07: Pep Guardiola the head coach / manager of Manchester City  and Jordan Henderson of Liverpool react during the Premier League match between Liverpool FC and Manchester City at Anfield on October 7, 2018 in Liverpool, United Kingdom. (Photo by Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images)
Treinadores e capitães criticaram a liga por não se preocupar com novo surto de Covid-19. Foto: (Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images)

Lideranças da Premier League criticaram a organização da liga por não se preocupar com atletas e comissões técnicas em meio a novos surtos de Covid-19, principalmente da variante Ômicron, que vai assolando a Europa.

Jordan Henderson, capitão do Liverpool, criticou fortemente a organização em entrevista concedida à BBC Sports: "O futebol para nós é tudo e queremos ser capazes de jogar no mais alto nível sempre que pisamos em campo. E, infelizmente, neste período é difícil fazer isso. Tem sido assim há alguns anos e tem sido dificultado, mas além disso, você joga Covid e fica ainda pior. Estou preocupado com o bem-estar do jogador e não acho que alguém leve isso a sério o suficiente. Tentaremos ter conversas em segundo plano e tentar ter algum tipo de influência no futuro, mas no momento não sinto que os jogadores recebam o respeito que merecem em termos de alguém ser capaz de falar por eles de forma independente e ter o poder de dizer que isso não é certo para o bem-estar do jogador".

Leia também:

Rivais em campo, mas aliados nas causas. Assim podemos definir Henderson, do Liverpool, Mikel Arteta, treinador do Arsenal, e Pep Guardiola, técnico do Manchester City. O comandante dos Gunners, também em entrevista, comentou sobre as preocupações e o bem-estar dos jogadores: "Acredito que o principal objetivo tenha que ser o bem-estar dos jogadores. Nós somos responsáveis ​​por defendê-los mais do que qualquer outra pessoa. É importante ouvirmos muito mais as suas preocupações porque, sem eles, não podemos fazer nada e a indústria não funcionaria".

Guardiola foi contundente ao pedir proteção aos jogadores e integrantes de comissões técnicas. O comandante espanhol disse que: "Devemos ter cuidado, estar atentos a este tipo de coisa e proteger-nos a nós e às outras pessoas. A nova variante está aqui e os casos estão aumentando. O futebol não é uma exceção. O que quer que a Premier League decida, nós apoiaremos".

Seis dos dez jogos da última rodada da Premier League precisaram ser adiados por surtos de Covid-19 nos elencos ingleses.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos