Líderes uruguaios se esquivam sobre definição de treinador da Seleção

·2 min de leitura
BARRANQUILLA, COLOMBIA - OCTOBER 11:  Oscar Washington Tabarez coach of Uruguay gestures during a match between Colombia and Uruguay as part of FIFA 2018 World Cup Qualifiers at Metropolitano Stadium on October 11, 2016 in Barranquilla, Colombia. (Photo by Gal Schweizer/LatinContent via Getty Images)
Oscar Tabárez durante treinamento da Seleção Uruguaia na Colômbia. Foto: (Gal Schweizer/LatinContent via Getty Images)

A indefinição da AUF (Associação Uruguaia de Futebol) sobre o destino do comando da Celeste começa a ter os primeiros reflexos nos seus principais jogadores. Os resultados abaixo do esperado - a Seleção Uruguaia é a quinta colocada nas Eliminatórias - e o desempenho dentro de campo fizeram com que a AUF repensasse a continuidade de Óscar Tabárez, que está no comando desde 2006, frente à Celeste.

Abordados no Aeroporto de Carrasco, Diego Godín, capitão da Seleção e zagueiro do Cagliari, e Lucas Torreira, volante da Fiorentina, demonstraram insatisfação quando questionados pela imprensa uruguaia.

Uruguay's Lucas Torreira (L) and Diego Godin vie for the ball during a training session of the national team at the Complejo Celeste sports complex in Barros Blancos in the department of Canelones, near Montevideo, on June 11, 2019, ahead of the Copa America football tournament to be held in Brazil. (Photo by Miguel ROJO / AFP)        (Photo credit should read MIGUEL ROJO/AFP via Getty Images)
Lucas Torreira e Diego Godin em treinamento pela Seleção Uruguaia. Foto: (MIGUEL ROJO/AFP via Getty Images)

Leia também:

O experiente zagueiro foi duro sobre a situação envolvendo Tabárez. Godín disse estar em contato com seus companheiros e que a situação os preocupa. Quando questionado se teria participação na decisão de saída ou não do treinador, disse que "Como capitão, falei com todas as partes, mas ninguém me perguntou nada, eu tenho minha opinião formada. (...) Diego Godín não vai decidir quem é o técnico da Seleção Uruguaia, do Cagliari ou do Atlético de Madrid. Meu apoio, por termos passado 15 anos juntos, é incondicional".

Mais novo, porém um dos líderes da Seleção, Lucas Torreira relatou ser uma situação dura, mas revelou que os jogadores estão com o treinador: "Nós, jogadores, estamos com o professor, são os outros que tomam as decisões, nós damos o máximo e queremos respaldá-lo".

A respeito da possibilidade dos jogadores intervirem na decisão, Torreira foi enfático ao dizer que "nunca fomos consultados, são decisões tomadas pela AUF. Eles são os responsáveis por decidir se o professor segue. Nós viemos fazer nosso trabalho que é jogar futebol".

Com 16 pontos, o Uruguai está em quinto lugar na Eliminatórias Sul-Americanas para o Mundial de 2022, uma posição abaixo da área de classificação direta para a próxima Copa do Mundo.

Os uruguaios não poderão contar para os jogos com a Argentina e Bolívia com Edinson Cavani (Manchester United), Sebastián Coates (Sporting de Lisboa), Federico Valverde (Real Madrid), Giorgian De Arrascaeta (Flamengo), Maxi Gómez (Valencia), Matías Viña (Roma), Nicolás De La Cruz (River Plate) e Sebastián Cáceres (América-MEX), todos lesionados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos