Ligação com milícia foi motivo de morte de blogueira Aline Borel; polícia descarta

A polícia concluiu a investigação sobre o assassinato da cantora e blogueira Aline Borel, que foi morta em abril deste ano, em Araruama, Região dos Lagos. Agentes da 118ª DP (Araruama), em investigações, apuraram que a motivação para o crime seria uma suposta amizade de Aline com indivíduos que seriam ligados a uma milícia que estaria tentando se implantar no local, tendo a desconfiança de que ela seria "olheira ou informante" desse grupo. A polícia, no entanto, descarta essa ligação. Em diligências no Bairro do Corte, a polícia prendeu quatro homens suspeitos pelo crime.

De acordo com as investigações, os autores saíram com a youtuber de moto após mostrarem a ela fotos de um dos homens da suposta milicia, tendo Aline afirmado que o conhecia e que ele teria que pagar pelo resgate para sua liberdade. Segundo a polícia, foi neste momento que a cantora aceitou sair na motocicleta pois afirmou que conhecia todas as pessoas no bairro "pelo seu jeito alegre e extrovertido de ser". A arma utilizada foi um revólver calibre 38. A polícia apura ainda se essa arma é a mesma que foi apreendida numa Operação da Policia Militar no local após o crime.

Um dos sucessos da cantora era o funk gospel "É Cansativa a Vida do Crente", transformando-a em um ícone da Internet. Outro vídeo dela que viralizou foi cantando "Eu Vacilei e Tô Ciente". Apesar de não atualizar a página do Instagram há mais de dois anos, Aline, uma jovem negra de 27 anos, tem 42,6 mil seguidores e quase 10 mil pessoas inscritas no seu canal no YouTube. Na época, o Centro de Referência da Assistência Social (Cras2) de Araruama, onde Aline fazia tratamento psicológico, publicou uma nota que diz: "tristeza pela perda e tristeza pelas condições de sua morte, um assassinato de modo brutal".

O corpo da blogueira foi encontrado às 10h20 do último dia 21, na rua Doutor Leal, por policiais militares numa ronda na Praia Seca. Ela vestia short preto com bolinhas brancas e uma camisa estampada florida. Segundo os peritos, não havia projéteis perto do corpo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos