Liga das Nações: em partida contra Polônia nivelada por cima, Brasil sai campeão

·2 minuto de leitura

Depois de vencer a França em um semifinal quase impecável, neste domingo, 27, o Brasil se tornou campeão da Liga das Nações 2021, sobre a Polônia, por 3 sets a 1, em um jogo tecnicamente exemplar, com destaque individual para Wallace, que brilhou, carimbando definitivamente o passaporte rumo a Tóquio.

As duas melhores seleções do mundo no ranking mundial se apresentaram em alto nível nesta final. No primeiro set, a Polônia saiu à frente, com menos erros e protagonismo Kurek e Kubiak. No saque, Leon faz a diferença e rodada fechou em 25 a 22 para os poloneses.

Em seguida, Brasil começou com saques e bloqueios evoluídos, e Wallace já brilhando e, consequentemente, minando a confiança dos europeus. Leon, muito bem marcado, é impedido de dar o seu melhor. A seleção brasileira perdeu alguns contra-ataques e Kurek volta a pontuar pela Polônia. Em uma sequência que começa com saque de Lucarelli, o Brasil bloqueia, Bruninho defende e Brasil fechou o segundo set vitorioso, com 25 a 23.

Kurek começou o terceiro set pontuando e Brasil perdeu alguns contra-ataques; a partir daí, as seleções passaram a alternar erros de saques. Uma defesa de Leon feita com o pé chamou atenção e Brasil perdeu a oportunidade de pontuar. Porém, mais à frente, Polônia se perdeu e os brasileiros arrematam a rodada por 25 a 16.

Brasil começou o set seguinte pontuando no bloqueio de Maurício Souza. Cresce o volume da seleção brasileira, que impede os rivais. Polônia brigou pelo quinto set; o Brasil, pelo título. O jogo se equilibra até um bloqueio simples de Wallace em Leon.

O rendimento dos europeus caiu ao longo do set, que se destaca por Kurek. O Brasil fechou o jogo com ponto de contra-ataque a Wallace, com 25 a 14.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos