Linha do metrô do SP surpreende com "anúncio musical" dentro dos trens

LAURA LEWER

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A linha 4-amarela do metrô de São Paulo começou a operar nesta quinta-feira (27) com novidades inesperadas para os 700 mil passageiros que passam diariamente por ela.

A cada duas horas, uma música inteira de cerca de três minutos toca nas caixas de som das estações. O tema, cujo principal elemento é o clarinete, é aberto com um som de baquetas de bateria acompanhado de outros instrumentos como trompete, teclado, violão, guitarra, baixo. O complemento vocal vem na forma de um coro de vozes femininas e sons de 'beat box'.

As mudanças fazem parte da 'repaginada musical' da concessionária ViaQuatro, responsável pela operação e manutenção da linha. Tudo surgiu de um estudo de sound branding -criação de uma identidade sonora para marcas de acordo com suas estratégias de marketing.

Segundo a produtora Zanna Sound, empresa responsável pela mudança, a linha 4-amarela seria "uma mulher de 33 anos antenada, sofisticada, acolhedora, eficiente, transformadora e ao mesmo tempo contemporânea" se fosse uma pessoa.

Na música tema, essa representação se manifesta na "melodia instrumental e acústica" e "ritmo pop e suingado", com um resultado que, segundo a linha é "moderno e bem paulistano".

Os usuários do Twitter e Facebook já começaram o dia comentando as novidades. Por volta das 7h um tweet já enquadrava a música na linha do jazz suave e falava na expectativa de um "Kenny G [famoso saxofonista americano] se materializar no vagão".

Outro sugeriu que a música pudesse tocar na sala da casa de Paola Bracho, personagem da novela mexicana "A Usurpadora". Vários usuários confundiram o clarinete com um saxofone e receberam as mudanças com bom humor.

"Fiz meu trajeto todo esperando receber uma carta de amor", disse uma pessoa no Facebook. "Hoje uma mulher simplesmente não conseguia parar de gargalhar quando ouviu", contou outra num Tweet.

Alguns se mostraram menos receptivos. "Quem achou que isso era uma boa ideia?", questionou uma pessoa. Outra brincou e sugeriu uma petição para trocar a música. "Pensei que ia ficar doida".

OUTRAS MUDANÇAS

Os avisos sonoros também foram alterados. As noventa mensagens, pedem, de forma mais coloquial que a anterior, que os usuários deixem as portas livres e aguardem a saída das pessoas no trem, por exemplo. As mensagens de educação, comportamento, e os alertas operacionais são antecipadas por um coro ou pelo clarinete.

Segundo a ViaQuatro, os sons estão em fases de ajuste para que se adaptem à acústica de cada estação de metrô, e, a princípio, a mudança é definitiva.