Lionel Messi vence a 'Bola de Ouro' pela sexta vez e bate recorde

Embora tenha conquistado “apenas” o Campeonato Espanhol na temporada passada, Lionel Messi voltou a sobrar na turma do futebol mundial. E, nesta segunda-feira, praticamente dois meses após vencer o Fifa The Best, o argentino levou a Bola de Ouro, entregue pela “France Football”.

Foi a sexta vez que o camisa 10 do Barcelona e da seleção conquista o prêmio, ultrapassando o português Cristiano Ronaldo, que ficou em terceiro lugar. O holandês Van Dijk, do Liverpool, terminou em segundo.

— Passamos um ano em que, embora ganhando ou perdendo, foi grande. Eu me lembrava da primeira vez que recebi a “Bola de Ouro”, tinha 22 anos e vim com meus irmãos, foi inimaginável o que estava vivendo. Agora recebendo este prêmio, é um grande momento pessoal, com meus filhos, minha mulher. Em todo este tempo nunca deixei de sonhar, de seguir querendo crescer — disse Messi, que venceu a disputa pela primeira vez em 2009. Depois, repetiu a dose em 2010, 2011, 2012 e 2015.

Ontem, o craque argentino foi à solenidade acompanhado pela mulher, Antonella, e dois de seus três filhos, Thiago e Mateo.

Liverpool domina o top 30

Messi recebeu o prêmio das mãos do croata Modric, vencedor do ano passado, mas que sequer figurou no top 30 desta vez.

Único brasileiro no top 10 do prêmio principal (ficou em sétimo), Alisson conquistou o Troféu Yashin, de melhor goleiro do mundo, também repetindo o feito do “Fifa The Best".

— É uma grande honra estar aqui com esses grandes jogadores e jogadoras. Quero agradecer minha família e minha mulher, que me apoiam em todos os lugares que vou. Aos meus pais no Brasil e a Deus. É uma grande honra ganhar a Champions League, prêmios individuais. Não me sinto sortudo, me sinto abençoado e agradecido por tudo – agradeceu o goleiro do Liverpool, também campeão da da Copa América, pela seleção brasileira.

Companheiro de Alisson no Liverpool e na seleção, Roberto Firmino ficou em 17º na “Bola de Ouro”, enquanto Marquinhos, zagueiro do Paris Saint-Germain, terminou em 24º.

Embora tenha perdido a Bola de Ouro para Messi, Van Dijk celebrou a melhor temporada da carreira:

— Estou muito orgulhoso com o que alcançamos e tenho esperança de que possamos repetir novamente neste ano — disse o holandês.

O atual campeão da Champions League, por sinal, teve outros sete jogadores no top 30. Além da dupla brasileira e de Van Dijk, Mané (4º), Salah (5º), Alexander-Arn ( 19º) e Wijnaldum (26º). Mês que vem, o Liverpool disputa o Mundial de Clube, no Qatar, e pode enfrentar o Flamengo numa eventual decisão.

Eleita a melhor do mundo em setembro, pela Fifa, a americana Megan Rapinoe repetiu o feito ontem. Nos EUA por conta de compromissos, a atacante enviou vídeo de agradecimento.