Lira anuncia que Câmara ficará de home office até o Carnaval

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
 Home office: Câmara vai trabalhar remotamente até o Carnaval
Home office: Câmara vai trabalhar remotamente até o Carnaval (Photo by Andressa Anholete/Getty Images)
  • Home office: Câmara vai trabalhar remotamente até o Carnaval

  • Informação foi dada por meio de rede social

  • Segundo presidente da Casa, medida é necessária até vencermos nova onda da pandemia

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), publicou na tarde desta segunda-feira (17) em sua rede social que a Casa vai trabalhar remotamente até o Carnaval. O Congresso está em recesso legislativo e retorno vai acontecer no dia 2 de fevereiro.

A medida, segundo ele, é “necessária até vencermos esta nova onda [da pandemia]”. Além disso, de acordo com o presidente da Câmara, “vai nos ajudar na melhor aplicação dos recursos públicos.”

“Tarifas aéreas estão altíssimas e a flexibilidade nas remarcações só acontece quando é do interesse das companhias”, declarou Lira em sua página oficial no Twitter.

Em 2020, no início da pandemia, a Câmara dos Deputados instalou um sistema de deliberação remota. Os trabalhos presenciais na Casa voltaram a funcionar de forma totalmente presencial no dia 25 de outubro de 2021.

Os deputados precisaram apresentar a carteira de vacinação contra a covid-19, além de seguir protocolos sanitários.

Variante ômicron

Os casos da variante ômicron do coronavírus têm aumentado desde o final do ano passado. Uma análise feita pelo Instituto Todos pela Saúde, em parceria com os laboratórios Dasa e DB Molecular, mostrou que 98,7% dos casos de covid-19 são da ômicron. Foram analisadas 3.212 amostras de coronavírus e, entre elas, 3.171 correspondem à infecção pela variante. Foram coletadas 8.121 amostras entre 2 e 8 de janeiro de 2022.

O levantamento foi feito a partir de exames RT-PCR. “Com os levantamentos, conseguimos acompanhar o avanço da Ômicron quase em tempo real, alertando o poder público e a população para a importância de não se abandonar as máscaras, como se chegou a cogitar, e do perigo de se planejar o carnaval nesta fase da pandemia. A experiência internacional com essa variante mostra que a doença se apresenta mais branda entre os vacinados, tendo os não vacinados 15 vezes mais possibilidade de forma grave e morte", explicou Jorge Kalil, imunologista e diretor-presidente do Instituto Todos pela Saúde.

Desde 1º de dezembro de 2021, os pesquisadores testaram mais de 58 mil amostras de 478 municípios, de 24 estados e também do Distrito Federal. A ômicron foi identificada em 171 municípios e em 17 estados e no Distrito Federal:

  • Amazonas

  • Bahia

  • Ceará

  • Espírito Santo

  • Goiás

  • Mato Grosso

  • Mato Grosso do Sul

  • Minas Gerais

  • Pará

  • Paraná

  • Pernambuco

  • Rio de Janeiro

  • Rio Grande do Sul

  • Santa Catarina

  • São Paulo

  • Sergipe

  • Tocantins

  • Distrito Federal

Aumento na positividade

A pesquisa mostrou que houve um aumento na positividade dos casos entre a última semana de 2021 e a primeira de 2022. Na última semana de 2021, as análises indicavam positividade de 13,7% nos testes de coronavírus. Já na primeira semana de 2022, o índice subiu para 39,5%.

A prevalência da ômicron também aumentou ao longo das últimas semanas.

  • 21 de dezembro: 9%

  • 29 de dezembro: 31,7%

  • 6 de janeiro: 92,6%

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos