Lisca chega ao Santos sob forte pressão. O apelido de "doido" só atrapalha

Lisca deixou o Sport para assumir o Santos. Foto: Joao Vitor Rezende Borba/AGIF (Joao Vitor Rezende Borba/AGIF)

Lisca chega ao Santos sob forte pressão. A maneira mal conduzida da sua saída do Sport já o deixa em dúvidas com o torcedor santista. O blog tem relação próxima com o treinador e não entendeu sua postura nesta situação.

Qualquer profissional pode receber propostas de outros times ou empresas. Como você vai proceder também é importante. Lisca foi para o jogo contra o Vila Nova, apalavrado com a diretoria santista. Não avisou o presidente do Sport e ainda foi comandar o time num confronto muito importante. Óbvio que o acerto iria vazar, a partir da manhã de segunda-feira.

Lisca ficou numa posição delicada em meio ao jogo. Foi xingado pelos torcedores e estava visivelmente constrangido com a bola rolando. Depois do péssimo resultado, Lisca deu uma entrevista coletiva lamentável. Ao invés de confirmar a possível saída, bateu na mesa e preferiu atacar jornalistas sobre a veracidade da notícia. Foi muito mal.

Lisca tem 49 anos e deveria ter avisado o mandatário do Sport sobre a oferta santista, deixando o dirigente livre para decidir sobre sua presença na partida. Preferiu o silêncio e saiu com a imagem arranhada.

Agora, Lisca começa o trabalho no Santos tentando fugir da pecha de "doido". O apelido comemorado em situações de pressão, hoje é um incômodo gigantesco com algumas de suas atitudes.

Lisca precisa terminar ciclos, como fez no América-MG, reconhecido nacionalmente. Se não, entrará para o grupo dos treinadores que pulam de times, sem desempenhos e resultados, apenas pelos empregos.

O blog torce para ele dar certo no Santos, mesmo sabendo das dificuldades.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos