Lista de vacinas contra Covid da OMS para uso emergencial visa aumentar acesso em países pobres

John Miller
·1 minuto de leitura
Foto: Sholten Singer/The Herald-Dispatch via AP
Foto: Sholten Singer/The Herald-Dispatch via AP

A Organização Mundial da Saúde listou na quinta-feira a vacina da Pfizer e BioNtech contra Covid-19 para uso emergencial, em um movimento que visa acelerar o acesso no mundo em desenvolvimento.

A agência de saúde da ONU disse que trabalhará com parceiros regionais para informar às autoridades nacionais de saúde sobre a injeção de duas doses e seus benefícios esperados.

Leia também

A OMS estabeleceu seu processo de lista de uso de emergência para ajudar os países mais pobres, sem seus próprios recursos regulatórios, a aprovar rapidamente medicamentos para novas doenças como a Covid-19.

A revisão da OMS concluiu que a vacina da Pfizer/BioNTech atendeu aos critérios obrigatórios para segurança e os benefícios de eficácia superam seus riscos.

“Este é um passo muito positivo para garantir o acesso global às vacinas Covid-19”, disse Mariangela Simão, líder do programa de acesso a medicamentos da OMS.

"Mas eu quero enfatizar a necessidade de um esforço global ainda maior para alcançar o suprimento de vacina suficiente para atender às necessidades das populações prioritárias em todos os lugares."

A OMS, com a Aliança Gavi e a Coalizão para Inovações em Preparação para Epidemias (Cepi), está liderando um esforço global chamado Covax para garantir e distribuir vacinas aos países mais pobres, de modo que as vacinas não cheguem apenas às nações ricas.

***Por John Miller