Litoral norte de SP fica cheio no domingo; volta deve ter trânsito a partir de 12h na segunda

·3 minuto de leitura

GUARUJÁ, SP, E BERTIOGA, SP (FOLHAPRESS) - Mesmo sob garoa, as praias do litoral de São Paulo tiveram grande movimentação neste domingo (5). Parte dos paulistanos deixou a capital no segundo dia do feriado da Independência, e as pistas do sistema Anchieta-Imigrantes estavam com pontos de lentidão.

A estimativa da Ecopistas era de que entre 250 mil e 410 mil automóveis utilizassem o sistema para chegar ao litoral durante os quatro dias de feriado prolongado.

Em Guarujá, as praias Enseada e Pitangueiras tinham guarda-sóis em toda a extensão da faixa de areia. Os banheiros públicos só podiam ser usados por quem estava disposto a enfrentar filas de até dez minutos. Os quiosques trabalhavam sempre próximos à lotação.

O sol apareceu após as 13h, mas o fim da tarde voltou a ser nublado.

Na Riviera de São Lourenço, ambulantes disseram que o feriado representou um acréscimo no faturamento.

"Estou vendendo bem. Ontem a essa hora tinha vendido só R$ 50. Hoje já lucrei R$ 300", diz o vendedor de queijo coalho Raunerth Nascimento, 21, que cobra R$ 10 por um espeto.

Os namorados mineiros Gustavo Nalon, 27, e Larissa Berza, 25, ambos estudantes, desceram a serra pela primeira vez desde o início da pandemia.

A viagem começou em Alfenas, município no sul de Minas Gerais. Os dois passaram uma noite em São Paulo e acordaram às 5h30 pra colocar o pé na estrada. Chegaram a Bertioga, já no litoral paulista, pouco mais de duas horas depois, sob chuva. E mesmo assim cravaram os pés de suas cadeiras de praia em um lugar onde algumas ondas podiam alcançar o casal e o cooler com cerveja.

Para se protegerem dos riscos de contrair Covid-19, mantinham distância de aglomerações, mas, como a maioria das pessoas ao redor, não usavam máscara. Ambos haviam recebido a primeira de duas doses de vacina contra o coronavírus e diziam que esse era um fator importante para que se sentissem seguros e pudessem usufruir do fim de semana na areia.

A pedagoga Ana Mércia Santos, 41, estava em um grupo com outras cinco pessoas, incluindo o marido. Eles se hospedaram em uma casa em Mongaguá, onde largaram as malas na manhã deste domingo. Chegaram à Enseada, em Guarujá, às 9h, "e a praia já estava cheia". Também visitavam o mar pela primeira vez durante a pandemia.

Mais adiante, o mecânico Alexandre (ele não quis dizer o sobrenome), de 50 anos, sentava-se de frente para o mar, no calçadão, usando uma blusa esportiva de manga longa. Diz que foi surpreendido pelo mau tempo, mas decidiu pegar a moto e partiu de São Paulo mesmo sabendo que o risco era de chuva.

Com a expressão de quem se decepcionou com a qualidade climática do dia, decidiu voltar para a capital paulista o mais cedo possível.

Havia lentidão na entrada para a Imigrantes também para quem subia a serra. Segundo a Secretaria de Logística e Transportes de São Paulo, o fluxo do trânsito deve ser intenso em direção à capital a partir das 12h desta segunda.

O motorista pode acompanhar o volume de tráfego pelo site da Ecopistas em tempo real.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos