Lituânia suspende proibição a transporte ferroviário de bens para exclave russo, segundo agências

Trem de carga do exclave russo de Kaliningrado para Moscou chega a estação de trem em Kybartai, na Lituânia

(Reuters) - A Lituânia suspendeu uma proibição à entrada e saída por via ferroviária de bens sob sanção do exclave russo de Kaliningrado, afirmou a agência de notícias RIA, da Rússia, nesta sexta-feira.

A União Europeia havia afirmado na semana passada que a proibição de transporte afetava apenas estradas, e não ferrovias, e que a Lituânia deveria, portanto, permitir que a Rússia envie concreto, madeira e álcool pelo território da União Europeia para o exclave.

A Lituânia havia impedido a Rússia de enviar bens sob sanção por ferrovias para Kaliningrado em junho, o que provocou protestos de Moscou e uma promessa de rápida retaliação.

Mantas Dubauskas, porta-voz da empresa ferroviária estatal da Lituânia, disse que havia informado os clientes que eles poderiam enviar os bens novamente, segundo a RIA.

“É possível que alguns bens sejam transportados hoje”, disse ele à televisão lituana, segundo a RIA.

Paralelamente, a agência de notícias Tass citou uma autoridade do governo de Kaliningrado dizendo que 60 vagões com carga de cimento seriam enviados ao exclave em breve.

Kaliningrado está entre a Polônia e a Lituânia e isolado do resto da Rússia. Autoridades russas disseram que a proibição pode ter afetado até metade dos carregamentos destinados a Kaliningrado, embora a Lituânia tenha dito que apenas 15% seriam atingidos.

(Reportagem de David Ljunggren)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos