Liverpool bate o Manchester City e dispara na liderança do Campeonato Inglês

O Liverpool segue firme na busca pelo título do Campeonato Inglês, que não vem desde 1990. A vítima da vez foi o Manchester City, concorrente direto e atual bicampeão. Jogando diante da torcida, venceu por 3 a 1, com gols de Fabinho, Salah e Mané; Bernardo descontou para o time de Pep Guardiola.

Com 12 rodadas jogadas, a equipe de Jürgen Klopp, que está invicta com 11 vitórias e 1 empate, foi a 34 pontos, 8 na frente do Leicester, segundo colocado, e do Chelsea, em terceiro. O City caiu para a quarta posiçao, com 25.

A vitória começou a ser desenhada logo aos 5 minutos, em lance polêmico. O volante brasileiro Fabinho acertou um belo chute de fora da área, sem chances para o goleiro Claudio Bravo. Porém, os jogadores do City reclamaram de mão no início da jogada (que seria um pênalti para o City), mas o VAR mandou o jogo seguir. Inclusive, no final do jogo, Guardiola foi até o trio de arbitragem e os cumprimentou de forma irônica.

Com a torcida inflamada, o Liverpool foi para cima, e marcou o segundo com Salah, sete minutos depois. O jogo continuou a mil por hora e os dois times tiveram chances de marcar.

Assim que começou o segundo tempo, Mané ampliou para o Liverpool, jogando um balde de água fria em qualquer possibilidade de reação do City, que chegou a descontar aos 32, e a ensaiar uma pressão final, que esbarrou no sistema defensivo do Liverpool.

O goleiro brasileiro Alisson elogiou a postura do seu time.

- Hoje foi um jogo decisivo, de confronto direto. Fizemos uma grande partida e fomos superiores. Estamos com folga na frente, mas sabemos que tem muito campeonto pela frente. Nosso time vem crescendo e ficando mais maduro a cada temporada - acredita.

Ele também comentou sobre o lance polêmico no começo do jogo.

- A mão estava muito próxima ao corpo e foi uma bola espirrada. O árbitro foi correto - disse.

Na próxima rodada, o Liverpool vai à casa do Crystal Palace. Já o City recebe o Chelsea.