Liverpool chega em outro patamar em busca de vingança contra o Real Madrid

Klopp coloca o Liverpool em mais uma final da Champions League (Foto: Alex Gottschalk/DeFodi Images via Getty Images)
Klopp coloca o Liverpool em mais uma final da Champions League (Foto: Alex Gottschalk/DeFodi Images via Getty Images)

PARIS (FRANÇA) – Liverpool e Real Madrid se reencontram depois de quatro anos em uma nova decisão de Liga dos Campeões. No entanto, diferentemente daquela disputada em 2018, a equipe comandada por Jürgen Klopp chega em um outro patamar ao Stade de France, em Paris, onde será realizada neste sábado (27) a grande final continental.

Em 2017/18, o Liverpool ainda enfrentava um processo de reconstrução sob o comando de Klopp, enquanto o Real Madrid estava mais do que consolidado com Zinedine Zidane como treinador, vindo de dois títulos seguidos da Champions League, além da conquista do Campeonato Espanhol da temporada anterior (2016/17).

Leia também:

Klopp, contratado em 2015, claramente vinha transformando a equipe, mas ainda sem nenhum resultado expressivo - ele acumulou dois quartos lugares na Premier League nas duas temporadas completas que teve. Além disso, o Liverpool não conquistava um título desde 2011/12, quando faturou a Copa da Liga.

Hoje o cenário é completamente diferente. De lá para cá, o Liverpool virou uma máquina de títulos: conquistou a Liga dos Campeões seguinte (2018/19), a Supercopa Europeia (2019), o Mundial de Clubes (2019), o Campeonato Inglês de 2019/20, após um jejum de 30 anos, além dos títulos da Copa da Inglaterra e Copa da Liga Inglesa desta temporada (2021/22). O cenário só não é melhor por conta do Manchester City, do contrário, os Reds poderiam facilmente ter facilmente conquistado mais duas ligas nacionais.

Um outro grande indicador da mudança de patamar do Liverpool são as famosas casas de apostas, onde a equipe inglesa aparece como favorita no confronto sobre o Real Madrid, com 61% de chances de título, contra 39% dos espanhóis.

CLIMA DE REVANCHE?

Apesar de Jürgen Klopp, e até mesmo outros jogadores, como o brasileiro Alisson, tentar evitar um clima de revanche, declarações de Mohamed Salah, tido como um dos melhores jogadores do mundo naquela temporada e que saiu lesionado da decisão após uma entrada de Sergio Ramos, dão o tom para o que deve se passar dentro do vestiário do Liverpool.

“Perdemos na final, foi um dia triste para todos nós. Acho que agora é a hora da vingança”, disse Salah após receber o prêmio de melhor jogador da Premier League no começo deste mês.

O atacante egípcio já havia deixado claro em outras duas oportunidades o seu sentimento. Ao ser perguntado se preferia City ou Real Madrid na decisão, Salah foi honesto: “Eu quero jogar contra o Real Madrid. Preciso ser honesto. Eles nos venceram em uma final antes, então vamos enfrentá-los novamente”. Um dia após a classificação do Real Madrid, Salah ainda publicou uma foto com apenas uma frase: “temos contas a acertar”.

Para apimentar ainda mais a partida, Carvajal fez questão de colocar mais lenha na fogueira durante a semana quando perguntado sobre o sentimento de Salah. “Esperamos que não seja um fardo importante para Salah perder a segunda final da Champions para o Real Madrid”, provocou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos