Liverpool se solidariza com manifestantes no caso George Floyd

Jogadores do Liverpool mostraram solidariedade ao movimento Black Lives Matter após a morte de George Floyd nos Estados Unidos

O atual campeão europeu e muito provavelmente o próximo vencedor da Premier League, o Liverpool, mostrou nesta segunda-feira sua solidariedade aos manifestantes que exigem justiça no caso da morte de George Floyd nos Estados Unidos, com sua equipe se ajoelhando no círculo central de Anfield.

"A união é a força. #BlackLivesMatter ("As Vidas Negras Importam", o slogan do movimento anti-racista nos Estados Unidos)", tuitou o zagueiro central dos 'Reds', Dejan Lovren, junto com uma foto em que a equipe aparece fazendo o gesto no centro do campo.

O croata foi seguido por seus companheiros de equipe Andy Robertson, Virgil van Dijk e Trent Alexander Arnold e sua mensagem foi republicada na conta oficial do clube.

A pose, com o joelho apoiado no chão foi popularizada pelo jogador da NFL, Colin Kaepernick, que se tornou um símbolo dos protestos nos Estados Unidos contra a violência policial, particularmente contra as minorias.

Pouco antes, foi o atacante do Manchester United, Marcus Rashford, que publicou uma mensagem na qual lamentava que "no momento em que apelo para que as pessoas se unam (...) parecemos mais divididos do que nunca".

"As pessoas estão sofrendo e aguardam uma resposta", acrescentou o atacante do Manchester United, de 22 anos, também mencionando Ahmaud Arbery, morto quando corria no dia 23 de fevereiro em Brunswick, na Geórgia, por um pai e seu filho, ou Breonna Taylor, uma técnica de emergência médica de 26 anos que foi morta pela polícia em sua casa em Kentucky em março.