LivMundi: Parque Lage receberá festival sustentável com atividades gratuitas

No próximo fim de semana, dias 11 e 12, das 9h às 20h, o Parque Lage, no Jardim Botânico, receberá a quinta edição do festival LivMundi. A curadoria desta edição, com foco em atividades ao ar livre, foi realizada por sete jovens de diferentes regiões do Brasil, seis mulheres e uma pessoa não binária, e tem a temática: “Qual presente eu deixo no presente?”. No evento, serão oferecidas oficinas, ações voltadas para o contato com a natureza, atividades de bem-estar, exposição de arte, feira de gastronomia e vestuário (a Junta Local) e passeios por trilhas guiados por monitores do Parque Nacional da Tijuca. A entrada será gratuita para público de todas as idades.

Cachorro-Quente da Tia: 40 anos depois, hora de lançar food truck e contêiner

Caminho da roça: Uma seleção com 12 festas juninas na Barra e nos arredores

Iniciado em 2016, o festival se tornou em movimento em prol de um estilo de vida sustentável e, logo depois, um instituto. Luciane Coutinho, de 53 anos, fundadora do LivMundi, que este ano também tem uma edição em Belém (PA), explica a importância de reunir as pessoas para refletir sobre questões atuais envolvendo o meio ambiente e a sociedade.

— O propósito sempre foi democratizar a pauta socioambiental. Por isso, o LivMundi sempre foi e sempre será gratuito. Ele nasceu como um movimento localizado no Rio de Janeiro, mas ao longo desses anos todos a gente tem aprendido e entendido tanto sobre a consciência socioambiental que ele amadureceu em diversos aspectos. A partir de jornadas de aprendizagem não formais, podemos despertar novas formas de pensar e existir — diz.

Os curadores têm entre 18 e 25 anos e vêm de cinco estados: Rio de Janeiro, Amapá, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Pará.

— Nasci na Amazônia e, à medida em que fui crescendo, percebi que precisava ajudar. Desde meus 17 anos uso a arte como ferramenta de luta para levar um pouco da história e da resistência do meu território para diversos lugares — diz uma delas, a ativista e estudante paraense Estéfane Galvão.

Um dos destaques entre as atrações é a exposição coletiva “Brasis coexistentes", com direção artística de Batman Zavareze , que estará em cartaz no casarão do Parque Lage e tem obras inéditas de jovens artistas de diferentes estados.

Dia dos Namorados: hotéis têm de massagem a dois a queima de fogos

Para ingressar no festival, é preciso fazer inscrição previamente, pelo site festivallivmundi.org. As atividades oferecidas têm número limitado de vagas, e a participação será garantida por ordem de chegada.

O LivMundi também terá uma versão on-line, nos dias 24, 25 e 26 de junho, em seu site e também em seu canal no YouTube. Nesta, as atrações incluirão oficinas de dança e a websérie "Panelaço", que tem cinco episódios ambientados em cozinhas de mulheres brasileiras.

Confira as atividades do evento:

Junta local: A feira de moda, design e gastronomia, com produtos sustentáveis, com opções veganas e vegetarianas e foco em produção orgânica e local, participará do festival

Trilhas guiadas por monitores do Parque Nacional da Tijuca: passeios ao Corcovado e às Paineiras

Bem-estar: vivências de integração corpo e mente, meditação, ioga e rodas de conversa

Oficinas infantis e para adultos: horta orgânica, compostagem, bioioias, minhocário, reciclagem, turbante para crianças pretas, empreendedorismo, música, pandeiro, charme, carimbó, upcycling, gênero e sexualidade

Natureza: mutirão de plantio de mudas, mutirão de limpeza e observação de pássaros

Exposição "Brasis coexistentes": obras de artistas jovens serão exibidas no casarão do Parque Lage

Performance do grupo Passinho Carioca

Estagiária, sob a supervisão de Lilian Fernandes

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos