Livraria de Eduardo Bolsonaro vende exemplares de autores críticos ao pai

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Eduardo Bolsonaro tem uma livraria virtual com o próprio nome (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)
Eduardo Bolsonaro tem uma livraria virtual com o próprio nome (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

Resumo da notícia

  • Na livraria online de Eduardo Bolsonaro, são vendidos livros de autores críticos ao pai

  • Entre os autores estão Chico Buarque, Paulo Coelho e Lilia Schwarcz

  • Eduardo Bolsonaro tem uma livraria online com o próprio nome

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (PL), inaugurou uma livraria virtual. Na relação de obras vendidas, há livros escritos por autores críticos ao presidente da República.

O e-commerce leva o nome do próprio parlamentar: livraria Eduardo Bolsonaro. Entre os autores cujos livros são como Chico Buarque, Laurentino Gomes, Lilia Schwarcz e Paulo Coelho, todos críticos do presidente.

As obras não estão entre os destaques, no entanto. Nesta aba, estão livros ligados ao bolsonarismo, como “Guia de bolso contra mentiras feministas” e “Descontruindo Paulo Freire”. Livros ligados ao armamento da população, pauta amplamente defendida pela família Bolsonaro, também estão entre os indicados pelo deputado federal.

O presidente Jair Bolsonaro é um crítico do pedagogo, famoso mundialmente pela obra e estudo. A ala ideológica do bolsonarismo, por outro lado, costuma criticar Paulo Freire.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos