6 livros que você deveria ler, segundo estes bilionários

Foto: AP/Patrick Semansky

Os brasileiros leem, em média, pouco mais de dois livros por ano, segundo uma pesquisa do Ibope divulgada em 2016. O hábito da leitura pode não ser comum entre a maior parte da população, mas o 1% mais rico certamente valoriza um bom livro.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

Bill Gates, o bilionário fundador da Microsoft, divulga todos os anos uma lista de livros que ele recomenda. Mark Zuckerberg, o CEO e fundador do Facebook, se propôs o desafio de ler um livro a cada duas semanas em 2017.

Leia também

Se você se inspira na história das pessoas mais ricas do mundo, talvez seja uma boa ideia copiar seus hábitos de leitura - mesmo que você não acabe enriquecendo como eles. Confira 6 livros que os bilionários recomendam.

Jeff Bezos recomenda: "Os vestígios do dia", de Kazuo Ishiguro (compre)

O homem mais rico do mundo, fundador e CEO da Amazon, é um leitor voraz e famoso dentro da empresa que criou pelas recomendações de livros. Uma delas é a deste romance japonês de 1989. Segundo Bezos, o livro tem a habilidade de ensinar os leitores sobre vida e arrependimento.

Bill Gates recomenda: "Factfulness", de Hans Rosling, Ola Rosling e Anna Rosling Rönnlund (compre)

O segundo mais rico do mundo e fundador da Microsoft recomenda dezenas de livros por ano. Um dos seus favoritos é este ensaio sobre "o hábito libertador de só ter opiniões baseadas em fatos", como diz seu próprio subtítulo. Gates diz que o livro o ensinou a ver o mundo de um jeito novo, pelo qual ele aprendeu a encarar os desafios que ele e sua fundação tentam resolver.

Oprah Winfrey recomenda: “The Seat of the Soul”, de Gary Zukav (compre)

A lendária apresentadora de TV dos Estados Unidos leu “The Seat of the Soul” pouco após começar a apresentar seu próprio programa. Ela diz que a leitura mudou completamente sua postura diante das câmeras e em sua vida pessoal, deixando de buscar “agradar a todos” para colocar sempre a intenção de suas ações como protagonistas da história.

Warren Buffet recomenda: "O Investidor Inteligente", de Benjamin Graham (compre)

Um dos clássicos mais venerados entre investidores e economistas do mundo todo é também um dos favoritos de um dos empresários mais famosos do mundo. Buffett comprou "O Investidor Inteligente" por engano aos 19 anos e diz que, até hoje, o livro dita sua filosofia de investimento.

Meg Whitman recomenda: "Jogar Para Vencer", de A.G. Lafley (compre)

Este livro, escrito por um ex-CEO da P&G, oferece cinco questões que podem ajudar líderes a sair na frente da concorrência. Após lê-lo, a ex-CEO da HP e do eBay, Meg Whitman, diz que imediatamente o colocou em prática. "Esta noção de onde jogar, em quais países, que segmentos do mercado, que produtos, e onde não jogar porque não poderemos ter lucro, tem sido disciplinadora", ela disse numa entrevista.

Abílio Diniz recomenda: "Um lugar chamado liberdade", de Ken Follett (compre)

Um dos brasileiros mais ricos do mundo, Abílio Diniz não esconde sua paixão pelos livros. E faz questão de manter um livro de cabeceira que fuja do tecnicismo do trabalho, dando preferência a um bom romance. Uma de suas recomendações nesta entrevista à Infomoney é "Um lugar chamado liberdade", que, segundo o bilionário, "mistura história e ficção de um jeito instigante".

*O time de compras do Yahoo está comprometido em fazer a melhor curadoria possível de produtos que façam sentido para a sua vida - tudo isso com os melhores preços possíveis, é claro. Uma parte do lucro pode ser convertida para o site.