Liz Truss e Joe Biden concordam em proteger a paz na Irlanda do Norte

A nova primeira-ministra britânica, Liz Truss, e o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, "concordaram com a importância de proteger" a paz na Irlanda do Norte, em sua primeira conversa telefônica, anunciou Downing Street nesta terça-feira.

Nos Estados Unidos, a atuação de Liz em seu ano à frente da diplomacia britânica - durante o qual a tensão pós-Brexit ressurgiu na Irlanda do Norte e se tornou mais tensa a relação de Londres com Bruxelas, Dublin e Washington - causou preocupação.

Em sua primeira conversa, a sucessora de Boris Johnson disse a Biden que deseja "trabalhar em colaboração estreita" com Washington "para superar desafios comuns", informou uma porta-voz de Downing Street. Isso inclui "problemas econômicos extremos desencadeados pela guerra do presidente russo", acrescentou.

Em comunicado posterior, a Casa Branca informou que Biden e Liz mostraram seu compromisso de proteger o acordo da Sexta-Feira Santa de 1998, que encerrou três décadas de conflito sangrento na Irlanda do Norte, e "a importância de chegar a um acordo negociado com a União Europeia sobre o protocolo da Irlanda do Norte".

Os dois também ressaltaram a relevância de sua cooperação diante dos "desafios apresentados pela China" e para "impedir que o Irã obtenha uma arma nuclear", acrescentou a Casa Branca.

Biden, de raízes irlandesas, criticou a política do Brexit seguida por Boris Johnson, com quem manteve uma relação morna.

jj/fio/led/ube/dbh/ag/lb