Liz Truss ganha apoio de ex-adversária em disputa para ser premiê britânica

Ex-secretária de Relações Exteriores do Reino Unido Liz Truss

LONDRES (Reuters) - A campanha da ex-secretária de Relações Exteriores do Reino Unido Liz Truss para se tornar a próxima primeira-ministra do país ganhou um importante empurrão nesta segunda-feira, com o apoio de uma parlamentar que também estava na disputa para substituir o premiê Boris Johnson.

A ministra do Comércio Penny Mordaunt foi a última concorrente a ser eliminada em uma série de votações dos parlamentares do Partido Conservador antes da decisão final, perdendo para Truss por apenas oito votos.

Membros do partido irão decidir agora entre Truss e o ex-ministro das Finanças Rishi Sunak para ser o próximo líder conservador e primeiro-ministro. Truss é a favorita para suceder Johnson de acordo com as pesquisas de opinião.

"Fiquei em terceiro nessa disputa, e devo a todos vocês ser um guia, e não um catavento, então já fiz a minha escolha", afirmou Mordaunt em um evento no sudoeste da Inglaterra.

"Eu já vi o suficiente para saber que a pessoa na qual vou depositar a minha fé é Liz Truss".

Mordaunt se junta a outros ministros que apoiaram Truss nos últimos dias, incluindo o secretário de Defesa, Ben Wallace, e o ministro das Finanças, Nadhim Zahawi.

Sunak era visto inicialmente como um favorito para substituir Johnson quando ajudou a conduzir a economia durante os estragos da pandemia de Covid-19, mas tem tido dificuldades para fazer progresso contra Truss.

(Reportagem de Michael Holden)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos