Homem vestindo verde e amarelo dispara tiros contra apoiadores de Lula em Salvador

Uma mulher ficou ferida perto do local de votação, mas por conta da confusão e correria após os tiros serem disparados, segundo a PM. (Foto: REUTERS/Diego Vara)
Uma mulher ficou ferida perto do local de votação, mas por conta da confusão e correria após os tiros serem disparados, segundo a PM. (Foto: REUTERS/Diego Vara)

Disparos de arma de fogo foram efetuados perto de colégio eleitoral neste domingo (2). O fato ocorreu em um local de votação localizado no bairro São Caetano, em Salvador. Uma mulher ficou ferida, mas por conta da confusão e correria após os tiros serem disparados.

Segundo informações do portal Carta Capital, um homem não identificado que vestia camisa verde e amarela efetuou disparos com uma arma de fogo contra eleitores do candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A vítima, de 85 anos, ficou ferida durante uma briga eleitoral generalizada. Não há informações sobre atingidos pelos tiros.

Ninguém foi preso até o momento, equipes do setor de investigação da 4ª Delegacia Territorial (DT) de São Caetano foram até o local para colher mais informações que possam chegar ao autor dos disparos.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

PM prende homem que quebrou urna eletrônica a pauladas em colégio

Em Goiânia, foi preso pela Polícia Militar, no início da tarde deste domingo (2), um eleitor acusado de ter quebrado a pauladas uma urna eletrônica de um colégio no Setor Vila Boa, em Goiânia.

De acordo com informações da Polícia Militar, o homem apresenta ter problemas psicológicos e foi conduzido à Polícia Federal logo após a confusão. A urna danificada era da seção 165 e, segundo a equipe da escola, ela foi substituída.

Uma testemunha estava na fila esperando para votar e viu toda a confusão neste domingo, por volta de 13h.

De acordo com o dentista Kevin Contijo, o homem teria levado o pau escondido em um guarda-chuvas.

“A gente começou a ouvir o cara gritar e ele tirou um pedaço de pau de dentro do guarda-chuvas, levou escondido lá. Ele começou a bater na urna e gritava. Parecia que estava fora de si descendo a cacetada na urna”, relatou o dentista.

Ainda de acordo com Kevin, logo a polícia logo apareceu no local e tranquilizou os eleitores presentes.

“Um policial veio e um delegado nos tranquilizou e abordou o cara, que ficou sentado em uma cadeira no fundo da seção”, explicou Kevin.

De acordo com o capitão Leandro Pires, ele estava na escola quando os mesários o chamaram para ajudar a conter o homem.

O capitão da PM explicou que o homem já tinha premeditado o crime.

“A princípio, ele vai ser autuado pelo dano que causou na urna eletrônica. Ele já veio com o ânimo de quebrar esse equipamento. Ele estava muito exaltado”, afirmou o capitão.