Local onde Jesus teria curado homem cego será aberto ao público pela primeira vez

A Autoridade de Antiguidades de Israel, a Autoridade de Parques Nacionais de Israel e a Fundação da Cidade de Davi anunciaram que o Reservatório de Siloé, um local bíblico apreciado por cristãos e judeus, será aberta ao público pela primeira vez em 2 mil anos.

— A escavação da piscina de Siloé é altamente significativa para os cristãos de todo o mundo — disse o pastor americano John Hagee, fundador e presidente da Christians United for Israel, à Fox News Digital.

O local fica na parte sul da Cidade de Davi e dentro da área do Parque Nacional das Muralhas de Jerusalém. Ele foi construído há cerca de 2,7 mil anos como parte do sistema de água de Jerusalém no século VIII a.C., durante o reinado do rei Ezequias, segundo a Fundação Cidade de Davi.

— Foi neste local que Jesus curou o cego (João: 9), e é neste local que, 2 mil anos atrás, os peregrinos judeus se purificaram antes de entrar no Segundo Templo. O Reservatório de Siloé e a Estrada de Peregrinação, ambas localizadas na Cidade de Davi, estão entre as afirmações arqueológicas mais inspiradoras da Bíblia. Os cristãos são profundamente abençoados pelo trabalho da Cidade de Davi e pelo compromisso duradouro de Israel em garantir a liberdade religiosa a todos os que visitam e vivem na Terra Santa, especialmente Jerusalém, a capital indivisível de Israel.

Uma pequena parte do reservatório é acessível ao público atualmente. A maior parte está sendo escavada e será aberta aos poucos ou assim que todo o local for desenterrado, ainda sem previsão de data.

O reservatório foi descoberto em 2004, quando o trabalho de infraestrutura realizado pela empresa de água Hagihon descobriu alguns dos degraus.