Lockdown mais severo deve ser implementado na Ingleterra em breve, diz Boris Johnson

William James
·1 minuto de leitura

Por William James

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse neste domingo que restrições mais duras de combate ao coronavírus serão implementadas em breve, já que os casos de Covid-19 continuam aumentando, mas reiterou que as escolas são seguras e as crianças devem continuar frequentando-as onde for permitido.

Os casos de Covid-19 na Grã-Bretanha aparecem em níveis recordes e o aumento se deve à nova e mais transmissível variante do vírus. O governo cancelou a reabertura planejada de escolas em Londres e arredores da capital, mas os sindicatos de professores pedem um fechamento mais amplo.

Grande parte da Inglaterra já está vivendo sob o nível mais severo de restrição e isolamento social em um sistema de quatro níveis de regulamentações regionais com o objetivo de impedir a propagação do vírus e proteger o sistema nacional de saúde.

Questionado em uma entrevista à BBC se o sistema pode não ser suficiente para controlar o vírus, Johnson disse que as restrições "infelizmente podem estar prestes a ficar mais rígidas".

"Há obviamente uma série de medidas mais duras que teríamos de considerar... Não vou especular agora sobre quais seriam", disse.

O líder da oposição, Keir Starmer, do Partido Trabalhista, disse que Johnson deve implementar um bloqueio nacional nas próximas 24 horas.