Loja do Carrefour na França tenta proibir entrada de pessoas com máscaras para “evitar roubos”

Uma loja da rede de supermercados Carrefour na região sudeste da França decidiu tentar impedir que seus consumidores entrassem usando máscaras por "razões de segurança". Apesar de a proteção sanitária não ser mais obrigatória em comércios do país, a França continua a registrar cerca de 50 mil casos positivos diários de Covid-19.

Em uma unidade do Carrefour na cidade de Grenoble, o gerente colocou um cartaz na porta com os dizeres : “Máscaras proibidas”. O texto evoca uma lei de 2010 para justificar o pedido para que os clientes “mantenham seus rostos descobertos no estabelecimento”.

Uma foto do cartaz foi publicada nas redes sociais no último domingo (1°) e provocou indignação.

Ao ser questionado pelo jornal francês Libération, o gerente da loja confirmou ter colocado o cartaz e afirmou se tratar de uma medida de segurança para evitar roubos. “Enquanto havia a obrigação, as pessoas que roubam como as que não roubam deviam usar máscaras. Quando acontecia um roubo, nós não tínhamos provas [para mostrar à polícia]”, argumenta. “Agora que a máscara não é mais obrigatória, é preciso estar reconhecível dentro de um estabelecimento público.”

Na França, o uso de máscaras em estabelecimentos comerciais públicos não é mais obrigatório desde 14 de março. No entanto, as autoridades sanitárias do país continuam a recomendar seu uso, “para pessoas vulneráveis”, em locais fechados ou com grande frequentação.

Já no transporte público e em centros de saúde, o uso do acessório de proteção continua sendo obrigatório.

A rede Carrefour, por sua vez, diz que o cartaz já foi removido e que ele contraria as diretrizes do grupo.


Leia mais

Leia também:
União Europeia pretende anunciar em breve fim da fase de emergência da Covid-19
Cientistas apostam em vacina universal contra futuras variantes da Covid-19
Covid-19: Xangai obriga moradores negativos a fazer quarentena fora da cidade

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos