Lollapalooza faz confusão sobre preço verdadeiro do ingresso

Comunicação do Lollapalooza não sabe informar com precisão qual preço certo dos ingressos (Photo by Mauricio Santana/Getty Images)
Comunicação do Lollapalooza não sabe informar com precisão qual preço certo dos ingressos (Photo by Mauricio Santana/Getty Images)
  • Fãs se mobilizaram para denunciar o evento ao Procon-SP;

  • Clientes Bradesco tem 15% de desconto no preço do ingresso, mas festival não se decide em qual o preço do ingresso;

  • Procon respondeu os usuários em sua rede social e alertou ao festival para publicar de maneira clara e direta às informações corretas.

Em dois dias serão iniciadas as pré-vendas dos ingressos de um dos maiores festivais de música do país, o Lollapalooza. Só que a comunicação do festival vem gerando confusão nos fãs, que não sabem mais qual é o preço verdadeiro do ingresso. Muitos chegaram até a acionar o Procon contra a empresa.

A pré-venda, que irá iniciar nesta sexta-feira (16), é exclusiva para clientes do Bradesco. Além da exclusividade de comprar os ingressos antes do público geral, clientes do banco também têm descontos de 15% no preço do ticket, mesmo durante o período de venda para o público geral. Clientes do next e do Digio, bancos digitais pertencentes ao Bradesco também terão direito ao desconto.

A confusão começou quando mais cedo nesta semana o festival anunciou que o Lolla Pass, ingresso mais barato, começaria em valores a partir de R$ 900. Fãs e clientes do Bradesco então perguntaram nas redes sociais oficiais do evento se este preço já incluía o desconto de 15%, ao que a organização respondeu que não. Ou seja, isto quer dizer que clientes do bancos selecionados teriam direito ao Lolla Pass por R$ 765.

Só que no anúncio oficial dos preços dos ingressos, nesta quarta-feira (14), as artes afirmavam que o preço de R$ 900 já possuíam o Benefício Bradesco de 15% já aplicado. Ou seja, o valor de R$ 900 anunciado antes já tinha o desconto.

A confusão piorou ainda mais quando os clientes foram às páginas oficiais dos bancos perguntar sobre o valor de R$ 900, se estavam com desconto ou não. O Bradesco, em sua página oficial no Twitter, respondeu que R$ 900 era o preço base, e que o desconto seria acrescentado depois.

Enquanto uma explicação oficial não vem, muitos usuários estão marcando o Procon-SP nas publicações. O órgão de defesa do consumidor chegou a responder as publicações, alertando ao festival que a informação deve ser clara e correta ao consumidor. Para os fãs, o órgão apontou o canal de reclamações, onde é possível realizar denúncias.