Longe de conflitos comerciais

Com o fim da 11ª Cúpula do Brics, o Brasil entregou a presidência rotativa do bloco, que a partir de 2020 passa para Moscou. Em entrevista paralela as reuniões, o presindente Jair Bolsonaro disse que o país não vai se envolver em guerra comercial.