Após atraso e polêmica, lote com 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen chega ao Brasil

·2 minuto de leitura
Foto: Pablo Blazquez Dominguez/Getty Images
Foto: Pablo Blazquez Dominguez/Getty Images
  • Depois de atraso, lote com metade do previsto de vacinas da Janssen chega ao Brasil

  • Imunizante proporciona proteção com apenas uma dose 

  • Nesta terça, capitais do país sofrem com falta de imunizantes e paralisam vacinação

Depois de muito atraso e polêmica, o primeiro lote com 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen compradas pelo Ministério da Saúde chegou ao país na manhã dessa terça-feira (22), no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. 

Essa é apenas uma pequena fração do montante de vacinas contra Covid-19 da fabricante contratado pelo país. O governo federal firmou acerto com a farmacêutica que prevê um total de 38 milhões de doses. 

Leia também:

O imunizante chega cercado de expectativas porque proporciona uma imunização completa com apenas uma dose, diferentemente das outras vacinas (CoronaVac, Pfizer e Oxford/AstraZeneca) já aplicadas no Brasil. 

A vacina da Janssen é o único imunizante em etapa avançada de testes que funciona com apenas uma dose. Seu uso emergencial foi autorizado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no final de março de 2021. 

Pressionado pela vacinação lenta no país, Marcelo Queiroga afirmou, nessa segunda-feira (21), que todos os brasileiros acima de 18 anos devem estar completamente imunizados até o final do ano. 

Capital paulista suspende vacinação por falta de doses

Foto: Rodrigo Paiva/Getty Images
Foto: Rodrigo Paiva/Getty Images

Por falta de doses, a capital paulista suspendeu a vacinação contra Covid-19 nesta terça-feira (22). A medida foi anunciada pelo secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, na segunda-feira (21), depois de mais da metade dos postos de vacinação da capital ficarem sem doses.

Nesta terça, apenas pessoas que buscarem a segunda dose poderão ser imunizados, já que o estoque para esse contingente está reservado. A capital, segundo a prefeitura, deve repor seus estoques e retomar o calendário vacinal nesta quarta-feira (23).

O cenário é similiar em outras três capitais, o que evidencia a falta de doses de vacina em todo o país. Campo Grande (MS), Florianópolis (SC) e Aracaju (SE) também não aplicarão primeiras doses nesta terça.

Ainda de acordo com Aparecido, a imunização de pessoas com 48 anos na capital paulista, prevista para ter início nesta quarta-feira (23), vai ser adiada.

Segundo o secretário, novas datas para os próximos grupos devem ser divulgadas assim que o estoque for normalizado.

Com o adiamento da vacinação das pessoas com 48 anos na quarta, apenas as pessoas com 49 anos serão imunizadas na data. Inicialmente seriam imunizadas as com 48 e 49 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos