Luísa Sonza reclama por ser retirada de festival: 'Vou enfiar o pop feminino goela abaixo'

·2 min de leitura

A cantora Luísa Sonza usou o Twitter para acusar a indústria musical brasileira de machismo ao receber a informação, segundo pessoas próximas, de que seu nome foi descartado do line-up do Festival Atlântida 2022, ainda sem datas confirmadas no Rio Grande do Sul, estado natal da artista. O fato, no entanto, foi contestado pelos produtores do evento.

Numa série de posts publicados desde a última quinta-feira (18), sem citar nominalmente o festival, Luísa diz que os fãs "não tem noção" do que ela passa "para ser reconhecida e valorizada". De acordo com informações que circulam no meio musical, Luísa, que participou do Festival Atlântida em 2020, estaria confirmada para a próxima edição do evento, mas foi descartada e substituída por outro artista, um homem.

"Que bizarro, como o cenário musical brasileiro desvaloriza as artistas femininas. A gente faz tudo, entrega tudo, e mesmo assim a desvalorização é clara. Que nojo", escreveu a cantora de 23 anos, ex-namorada do youtuber Whindersson Nunes e do músico Vitão. Nesta sexta-feira (19), em outro tuíte, ela afirmou, em referência a música "Pagu", de Rita Lee: "Sou mais macho que muito homem"."E podem deixar que eu vou enfiar nesse povo que se acha os donos do mundo o pop feminino no Brasil goela abaixo. Quer eles queiram ou não", continuou a cantora.

Por meio de nota enviada ao GLOBO, organizadores do festival Planeta Atlântida ressaltaram que a construção do line-up do evento, ainda sem confirmação para 2022, "busca sempre diversidade de estilos musicais". "Nesse contexto, não há nenhuma diretriz para retirar nem Luísa nem qualquer outro artista, muito menos para estabelecer prioridade que não seja exclusivamente as atrações mais desejadas pelo nosso público", frisa o comunicado.

Leia abaixo, a íntegra da nota enviada ao GLOBO pelos organizadores do festival:

"O Planeta Atlântida ainda não tem sua realização confirmada para 2022, mas atua para voltar, respeitando as regras de gestão da pandemia vigentes no Rio Grande do Sul. Em paralelo, estamos trabalhando para construir nosso line-up. A cantora Luísa Sonza participou da última edição do evento em 2020 e está nas conversas da produção para 2022. A construção do nosso line-up busca sempre diversidade de estilos musicais, que atende o posicionamento de um festival multiatrações como é o Planeta há 25 anos. Nesse contexto, não há nenhuma diretriz para retirar nem Luísa nem qualquer outro artista, muito menos para estabelecer prioridade que não seja exclusivamente as atrações mais desejadas pelo nosso público. A cada edição do Planeta são consultados dezenas de artistas e a coordenação artística define o line-up partindo desse princípio".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos