Lu Alckmin dá entrevistas para rádios para ajudar Lula em São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Mulher de Geraldo Alckmin (PSB), Lu Alckmin tem concedido entrevistas para rádios de São Paulo para ajudar a reforçar a candidatura presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ex-governador. Ela já falou com emissoras de Guaratinguetá (duas vezes), Assis e capital (duas vezes), e tem outras no Vale do Paraíba na agenda.

Um dos papéis do casal é o de diminuir a rejeição ao PT no interior de São Paulo. Nas entrevistas, ela diz que tem conversado com Janja, esposa de Lula, sobre projetos sociais a realizar em caso de vitória, critica o avanço da fome e o discurso de ódio e diz que esta é a campanha mais importante da vida do marido.

"O Geraldo foi governador por quatro vezes. Ele tem experiência, está preparado. E junto com o presidente Lula. Ninguém pode dizer que as pessoas passavam fome na época do Lula. As pessoas tinham uma vida diferente. O presidente Lula tem dito até que as pessoas nos finais de semana tomavam uma cervejinha, comiam um churrasquinho. Quem não quer? Hoje as pessoas estão cozinhando osso com caldo para comer. Não tem dinheiro para comprar carne", disse ela à rádio Máxima, de Guaratinguetá.

Sobre a união de dois ex-adversários para a disputa presidencial, Lula e Alckmin, ela disse se tratar do "entusiasmo para unir por um bem maior e pensando no futuro".