Luana Araújo avalia que momento é inoportuno para sediar Copa América

·1 minuto de leitura
BRASÍLIA, DF, 02.06.2021: CPI-COVID-DF - CPI da Covid no Senado ouve nesta quarta-feira (2) a médica Luana Araújo, que chegou a ser anunciada em maio como secretária especial de Enfrentamento da Covid do Ministério da Saúde, mas teve sua indicação retirada dez dias depois, em Brasília (DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
BRASÍLIA, DF, 02.06.2021: CPI-COVID-DF - CPI da Covid no Senado ouve nesta quarta-feira (2) a médica Luana Araújo, que chegou a ser anunciada em maio como secretária especial de Enfrentamento da Covid do Ministério da Saúde, mas teve sua indicação retirada dez dias depois, em Brasília (DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A médica Luana Araújo, ex-secretária extraordinária de enfrentamento à Covid, afirmou à CPI da Covid que sediar a Copa América no Brasil é um "risco desnecessário" para este momento. A infectologista foi questionada sobre qual seria sua posição sobre o evento caso fosse ministra da Saúde.

"O uso de protocolos rígidos ameniza riscos, mas não os anula. Quando a gente toma uma decisão como essa precisa pesar os pros e contra desse tipo de situação. Honestamente, de onde me sento neste momento, não acho que esse é um momento oportuno para este tipo de evento", disse.