Luana Piovani diz que pode perder guarda dos filhos e ameaça Scooby; saiba mais

Atriz está furiosa porque o surfista supostamente decidiu reduzir o valor da pensão que paga aos três filhos do casal

Luana Piovani e Pedro Scooby (Foto: Renam Christfoletti e reprodução/Globo)
Luana Piovani e Pedro Scooby (Foto: Renam Christfoletti e reprodução/Globo)

Acostumado a encarar ondas gigantes no trabalho, é no lado pessoal que Pedro Scooby vive uma das piores tormentas atualmente: Luana Piovani tem usado as redes sociais para expor os desentendimentos com o surfista na criação dos três filhos que os dois têm juntos, Dom (10), Bem e Liz (7).

Na noite desta segunda-feira (02), pelo Instagram, a atriz se mostrou indignada ao contar que recebeu uma ligação do ex-marido, que teria dito que, a partir de agora, vai pagar de pensão o que ele considera justo. “Ele tira desse valor o aluguel da casa que escolhemos juntos, na qual moro com as crianças, e o salário das duas funcionárias que cozinham e cuidam dos filhos dele, porque eu trabalho, não sou madame”, começou ela.

“Ele também esqueceu da van que leva o Dom para o skate. Porque ele diz que eu fico podando o sonho do menino, já que priorizo a educação dele, mas não quer me dar o dinheiro do motorista que leva o Dom [para o treino]” continuou.

A situação se torna ainda mais crítica quando Luana expõe que Scooby vai contratar um advogado em Portugal para resolver a situação entre eles.

“Só para vocês saberem, aqui a mulher não vale dez centavos. Violência contra a mulher aqui não dá cadeia e a pensão é qualquer coisa. […] E diferentemente do Brasil, em Portugal há uma preocupação muito grande com a imagem e a integridade das crianças e tudo mais. Então, aqui, você não pode divulgar fotos ou histórias dos filhos. Ou seja, embora eu ainda ache que ele precise de mim para criar nossos três filhos, mais a filha dele que acabou de nascer, se ele entrar na Justiça daqui, ele pode conseguir tirar de mim a guarda das crianças por causa desses papos que a gente tem aqui na internet”, explicou.

Por fim, a atriz deu a entender que não entregará as crianças facilmente (“Vão ter que tirar meus olhos e meus órgãos antes”) e que vai fazer pressão nos patrocinadores do surfista.

“Quero saber se é esse tipo de imagem que eles querem atrelado às marcas. Porque o Brasil é feito de mães solo e eu, graças a Deus, tenho uma rede de apoio. Mas e quem não tem condição e voz que eu tenho?”, disparou. Assista ao vídeo na íntegra abaixo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Relacionamento

Luana e Scooby se separaram em 2019 e já protagonizaram desentendimentos na web. Quando estava confinado no "BBB 22", o atleta afirmou que não se incomodava quando a ex-mulher divulgava as brigas.

"É engraçado que, por a gente, às vezes, ter uns atritos e às vezes ela colocar na internet, as pessoas acham que a gente se odeia. Mas não é isso po**a nenhuma", esclareceu em conversa com Paulo André. "Tipo assim, ela acaba de fazer as coisas na internet, eu chego na casa dela e ela: 'Oi, Pedro, tudo bem?!?' E a gente começa a trocar ideia. Ela é muito engraçada", afirmou.

Em um documentário sobre a vida do atleta, a atriz revelou que uma situação como essa foi a gota d'água para o fim do casamento do dois. “Estávamos viajando e a única responsabilidade que ele tinha naquele momento era renovar o nosso Airbnb [plataforma de locação de imóveis por temporada]. Um dia, ele me ligou e disse que tinha esquecido de fazer isso”, diz ela.

Para piorar, a casa em questão já havia sido alugada por outras pessoas. “Nós tínhamos que sair até o dia seguinte, meio-dia, eu com três crianças e doze malas. Na hora, tirei a aliança e pensei: ‘Meu casamento acaba de acabar’”, conclui Luana.

Pai pela quarta vez

Além dos filhos com Piovani, Pedro Scooby agora é pai de mais uma menina - Aurora, fruto do casamento dele com a modelo Cíntia Dicker, nasceu na madrugada da terça-feira (27) de dezembro. A menina é a primeira filha da modelo, que está com o surfista desde 2020.