Lucas Lucco lança projeto para fazer parcerias de funk, rap e trap e lembra início da carreira: 'Tocava de tudo um pouco'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Na última semana, o cantor Lucas Lucco lançou um projeto que estava na sua gaveta desde 2017, mas que só conseguiu executar no último ano, por conta da falta de shows imposta pela pandemia. O "Otrafitta" foi idealizado por ele para abarcar as suas músicas que têm artistas de rap, trap e funk como participações especiais. A música "Cabelo Rapunzel", que ele canta com Kawe, Kayblack e FK foi a primeira desta leva.

"Desde as primeiras músicas que gravei, sempre busquei colocar participações inusitadas. Como “Princesinha”, que foi um dos meus primeiros sucessos, que eu gravei com o Mr Catra. Isso foi algo bem disruptivo pro cenário sertanejo. Não sei se vai se tornar mais comum esse tipo de mistura, mas pelo menos é o que eu amo fazer. Tenho certeza que com este crescimento dos ouvintes no digital, os artistas vão começar a colaborar mais com outros gêneros e dentro do próprio gênero", avalia o cantor.

Neste primeiro lançamento, Lucas não tenta misturar a canção com elementos do sertanejo. É realmente ele cantando o trap. Desde as suas primeiras apresentações, ainda em Patrocínio, sua cidade natal, em Minas Gerais, ele buscava diversificar o repertório. Mas confessa que nunca pensou em se lançar como cantor de outro gênero.

"Quando eu tinha 14 anos, mais ou menos, comecei a me apresentar em pizzarias, restaurantes e na única boate que tem na minha cidade. Eu tocava de tudo um pouco. No repertório, tinha MPB, pop rock, algumas internacionais, e tinha sertanejo. Na verdade, eu nunca pensei em me lançar em outro gênero, a não ser sertanejo. Minha essência é bem sertaneja. Tive uma criação com influências de vários gêneros, porque meu pai é radialista, mas a maior e mais forte mesmo é o sertanejo. Por eu ter avôs e avós que me criaram ouvindo música caipira, então isso fala muito forte assim na minha essência musical", recorda ele.

O cantor acredita na mistura de público do seu gêneros musical com os que ele está recebendo no "Otrafitta". A ideia veio justamente da busca desses artistas por parcerias com ele.

"Eu gosto muito da cena rap trap, isso não é novidade, porque eu sempre recebi muitos convites para participar com artistas do trap. Devido ao sucesso dessas faixas, eu pensei em criar um projeto paralelo só para receber essas colaborações que eu faço com artistas desta cena", explica Lucas.

A proxima música do projeto já sai em novembro e é uma parceria de Lucas Lucco com os funkeiros MC Pedrinho e MC Davi.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos