Luciano Coutinho é nomeado para integrar a equipe de transição

Luciano Coutinho, ex-presidente do BNDES

SÃO PAULO (Reuters) - O economista Luciano Coutinho, ex-presidente do banco de fomento BNDES em governos do PT, foi nomeado para integrar o Grupo Técnico de Indústria, Comércio e Serviço no gabinete do governo de transição, conforme publicação em edição extra do Diário Oficial.

Neste núcleo, também foram nomeados pelo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin o ex-governador do Rio Grande do Sul Germano Rigotto, além de André Ceciliano, Jackson Schneider, Marcelo Ramos, Paulo Feldman, Paulo Okamoto, Rafael Lucchesi e Tatiana Conceição Valente.

Alckmin ainda oficializou para o Grupo Técnico de Economia do governo de transição André Lara Resende, Guilherme Santos Mello, Nelson Henrique Barbosa Filho e Pérsio Arida.

Eles tinham sido anunciados pelo vice-presidente eleito na última terça-feira.

Dos quatro economistas, Mello, professor da Unicamp, e Barbosa, ex-ministro da Fazenda no governo de Dilma Rousseff, são ligados ao PT.

Já Lara Resende e Arida, com ligações históricas com o PSDB, estão entre os formuladores do Plano Real, durante o governo de Itamar Franco, e participaram do governo de Fernando Henrique Cardoso.

Ainda foram designados, para o Grupo Técnico de Planejamento, Orçamento e Gestão do Gabinete de Transição Governamental, Antônio Carlos Lacerda (presidente do Conselho Federal de Economia), o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, além de Enio Verri e Esther Dweck.

O deputado federal Verri (PT-PR) e a economista e professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Esther Dweck também já tinham sido anunciados anteriormente.

Para o Grupo Técnico de Mulheres do Gabinete de Transição foram indicadas Anielle Franco (irmã de Marielle Franco), Aparecida Gonçalves, Eleonora Menicucci de Oliveira, Maria Helena Guarezzi, Roberta Eugênio e Roseli Faria.

O ex-ministro Paulo Bernardo foi indicado para o Grupo Técnico de Comunicação, além de Alessandra Orofino, Cézar Santos Alvarez, Jorge Bittar, Helena Martins.

A senadora Simone Tebet (MDB-MS), que foi candidata à Presidência e depois apoiou Luiz Inácio Lula da Silva no segundo turno, foi confirmada para integrar o Grupo Técnico de Desenvolvimento Social e Combate à Fome do governo de transição, assim como Isabela Giordano Gil Moreira (Bela Gil), além de André Quintão Silva, Márcia Helena Carvalho Lopes, Reinaldo Takarab, Renato Sérgio Jamil Maluf e Tereza Campello.