Ludmilla é criticada após anunciar show na Copa do Mundo em Catar

Após anúncio de show na Copa do Mundo do Catar, a cantora Ludmilla começou a ser criticada nas redes sociais, nesta quarta-feira. No Catar, país sede da Copa neste ano, a homossexualidade é considerada ilegal. Ludmilla é declaradamente bissexual e é casada atualmente com a dançarina e ex-bbb Brunna Gonçalves.

"Finamente posso contar pra vocês que no mês que vem nos vemos no palco do maior evento do mundo, a Copa do Mundo FIFA em Doha (Catar). Só vai dar o Brasil. A nossa Seleção Brasileira em campo e a Rainha da Favela com a Budwiser no palco. Tô muito feliz com o convite!", publicou a funkeira.

"Aí não né, pra quem se diz defensora dos direitos das mulheres e das pessoas LGBTQIA+, cantar em um país onde a homossexualidade é crime e mulheres quase não tem direitos algum. No fim das contas Dinheiro em primeiro lugar e os ideais é só para inglês ver", respondeu um internauta. "Lud você nao vai poder levar a Bruna pro palco se não vocês não voltam para o Brasil", comentou outro.

A Copa do Mundo no Catar tem se envolvido em polêmicas relacionadas a liberdade de expressão dos torcedores que visitarão o país. Em junho, o GLOBO desmentiu a informação de que torcedores que abrissem uma bandeira LGBTQIAP+ na Copa do Mundo do Catar seriam presos por até 11 anos.

O general maior do Catar, Abdulaziz Abdullah Al Ansari, afirmou, no começo de abril, que as bandeiras referentes ao movimento LGBTQIAP+ que por ventura forem vistas no Catar durante a Copa do Mundo serão confiscadas pelas forças de segurança do país, segundo ele, "como forma de proteger o manifestante de possíveis manifestações violentas de outras pessoas no local".

Alguns fãs da artista enxergaram nesse show uma oportunidade de Ludmilla ser porta-voz da representatividade LGBTQIAP+. "Espero que aproveite a oportunidade de participar desse momento sendo uma mulher negra e lésbica num país explicitamente LGBTfobico e usar a visibilidade para protestar de alguma forma, confio em você, Lud", escreveu um. Veja esse e outros comentários abaixo: