Lufthansa cancela quase todos voos na Alemanha por greve

A companhia aérea alemã Lufthansa comunicou, na segunda-feira (25), que irá cancelar quase todos os seus voos na Alemanha na quarta-feira (27), devido à uma convocação de greve dos funcionários em terra, aumentando assim um verão já caótico nos aeroportos de toda a Europa.

"A Lufthansa terá que cancelar quase toda a programação de voos em seus centros de Frankfurt e Munique na quarta-feira", disse a companhia aérea em comunicado. Mais de 1.000 voos serão cancelados, incluindo alguns a partir desta terça, afetando cerca de 134.000 passageiros, acrescentou a empresa.

A organização sindical Verdi convocou uma greve entre as 22h45 de terça-feira e 01h00 de quinta-feira, no horário de Brasília, "para aumentar a pressão" sobre a direção, exigindo um aumento salarial de 9,5%.

A greve afetará os funcionários de terra, especialmente a manutenção, mas também os operadores de veículos de reboque de aeronaves, essenciais para o bom funcionamento do aeroporto.

A Lufthansa cancelará um total de 678 voos em Frankfurt e 345 em Munique, 47 deles nesta terça-feira.

Nesta terça, 45 voos de longa distância já haviam sido cancelados na Alemanha.

No total, cerca de 7.500 passageiros procedentes de Ásia, Estados Unidos e América do Sul não puderam embarcar em seus voos para a Alemanha como estava previsto, informou a Lufthansa em comunicado.

"O impacto da greve pode causar cancelamentos e atrasos ocasionais na quinta e sexta-feira", disse a companhia aérea.

A greve acontece em plena alta temporada na Europa, a poucos dias do início das férias escolares em duas regiões do sul da Alemanha.

Ademais, os passageiros já sofreram nas últimas semanas longas esperas nos aeroportos e uma série de cancelamentos de voos por escassez de pessoal.

Desde o levantamento das restrições sanitárias no início deste ano, as companhias aéreas e os aeroportos enfrentaram problemas para dar conta do forte aumento na demanda, depois de dois anos de pouco movimento, durante os quais perderam muitos funcionários.

Estima-se que são necessários atualmente cerca de 7 mil trabalhadores no setor aéreo na Alemanha, segundo um estudo do instituto econômico IW, publicado no final de junho.

A Lufthansa já havia cancelado cerca de 6.000 voos na atual temporada do verão europeu, enquanto o principal aeroporto do país, o de Frankfurt, pretende reduzir o horário para "estabilizar ainda mais as operações aéreas" interrompidas.

ys/jpl/bt/rsc/zm/meb/eg/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos