Lugano diz que franceses estão felizes com o corte de Benzema

Lugano falou do corte de Benzema e da reação dos companheiros franceses. Foto: Dante Fernandez/AFP via Getty Images
Lugano falou do corte de Benzema e da reação dos companheiros franceses. Foto: Dante Fernandez/AFP via Getty Images

O ídolo são-paulino Diego Lugano fez algumas declarações polêmicas sobre o corte de Karim Benzema na Copa do Mundo do Catar 2022 devido a lesão.

"Tenho certeza, porque fui companheiro de alguns (jogadores da França) que estão muito felizes com a saída de Benzema", disse o capitão da seleção uruguaia na Copa do Mundo de 2010, em debate realizado na ESPN Brasil.

Leia também:

"Isso nunca aconteceria no Uruguai, no Brasil ou na Argentina... Depende muito da forma como o time foi montado e do cuidado que o técnico tem com os perfis dos jogadores, não só técnico, mas de personalidade. Tem muito a ver com isso", apontou o ex-jogador do Nacional, Plaza Colonia, São Paulo, Fenerbahçe, Paris Saint-Germain (PSG), Málaga, West Bromwich Albion, BK Häcken e Cerro Porteño.

Benzema lesionou-se durante um treino francês no estádio Jassim bin Hammad e foi oficialmente afastado após ser submetido a exames na clínica Aspetar.

O atacante do Real Madrid sofreu uma lesão muscular no reto femoral que o obrigou a deixar a seleção francesa.

Presente na lista dos 26 convocados por Deschamps para a Copa do Mundo FIFA de 2022, Benzema, que jogou as Copas da África do Sul em 2010 e do Brasil em 2014, voltaria a disputar um mundial depois de oito anos. No entanto, a lesão constatada no primeiro treino da equipe no Catar afastou o sonho de se reencontrar com a principal competição de seleções de futebol. Emocionado, ele postou uma mensagem em sua conta no Instagram.

“Na minha vida eu nunca desisto, mas esta noite eu tenho que pensar no time, como sempre fiz. Por isso, a razão me diz para deixar o meu lugar para alguém que possa ajudar o time a fazer uma grande Copa do Mundo. Obrigado por todas as mensagens de apoio”, desabafou.

Vale lembrar que no fim do ano passado, Benzema foi considerado culpado como cúmplice do crime de chantagem contra o ex-companheiro de seleção, Valbuena. Ele foi condenado a um ano de prisão suspensa, que só deve ser cumprida em caso de reincidência, e multado em 75 mil euros.

Por conta do escândalo, Benzema deixou de ser convocado pelo técnico Didier Deschamps por mais de cinco anos, assim como Valbuena nunca mais vestiu a camisa do time nacional.