Luísa Mell critica Zé Neto por pagar promessa montado em burro: “Vai andando”; cantor responde

·2 minuto de leitura
Luísa Mell criticou o cantor por conta de uma romaria (foto: reprodução / instagram @luisamell @zenetotoscanooficial)
Luísa Mell criticou o cantor por conta de uma romaria (foto: reprodução / instagram @luisamell @zenetotoscanooficial)

Luísa Mell está se recuperando de uma cirurgia de reparação, mas nem por isso está desatenta a sua luta principal, a proteção animal. Ao ver que o sertanejo Zé Neto estava pagando uma promessa à Nossa Senhora Aparecida montado em um burro, ela usou as redes sociais para se pronunciar.

“Fiquei sabendo que o cantor Zé Neto fez uma promessa sei lá do quê e vai andar 1180 quilômetros em cima de um burro. Não foi você que fez a promessa? Ajoelha no milho, vai andando... Não consigo entender", começou seu desabafo.

Leia também:

A empresária continuou: “Sempre mostro as tragédias que acontecem com animais nessas romarias. Cavalos morrem todos os anos. Vocês acham que Deus gosta disso? Aceito todas as religiões, cada um fala com Deus do jeito que quer, mas pague você a promessa.”

Ela ainda pediu para que quem fez a promessa, que page. Sem intermediários. “Zé Neto, vai você andando, vai de bicicleta. O burro não tem nada a ver com isso. Pessoa pública deveria dar exemplo. Quem fala: 'Sempre foi assim...'. Pô, mas a gente está aqui para mudar o mundo. A gente deve lutar pelos animais, eles não podem gritar e sofrem muito nas nossas mãos", concluiu.

O cantor, através de seus stories, falou sobre o fato. “Dá uma olhada na saúde dos animais, todos gordos, comendo. Isso é para provar para vocês, porque saiu um monte de gente falando merda, e é porque talvez não saiba e não conhece. A gente reveza um animal por dia aqui. Com certeza, a gente sempre preserva o melhor estado de saúde dos animais”, começou sua defesa.

Ele ainda contou que o percurso de mais de mil quilômetros está sendo feito com vários animais. “Sempre vão dois ou três caminhões com burros, mulas, cavalos, porque existem rodízios, a gente respeita o tempo do animal", afirmou ressaltando a presença de veterinários na comitiva.

O cantor fez questão de afirmar a estrutura que acompanha seu grupo. “Temos de tudo que é necessário para caso algo aconteça com o animal, pra que a gente possa cuidar dele. Às vezes, pisa numa pedra e machuca a pata. Isso pode acontecer até dentro do pasto”, concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos