Mandetta deve ser demitido ainda nesta semana e Bolsonaro já procura substituto, diz jornal

·2 minuto de leitura
Foto: Palácio do Planato via AP
Foto: Palácio do Planato via AP

Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde, teria avisado sua equipe, na noite desta terça-feira (14), que Jair Bolsonaro (sem partido) já busca um novo nome para o seu lugar e que deve ser demitido ainda nesta semana. As informações são da jornalista Camila Mattoso, da Folha de S. Paulo.

Depois de participar de entrevista coletiva no Palácio do Planalto, Mandetta teria conversado com integrantes de seu ministério já em clima de despedida.

Leia também

Ainda segundo a coluna da jornalista, Mandetta teria avisado que combinou de esperar o acerto do nome do seu sucesso e, logo depois, deixaria o cargo após sua exoneração ser oficializada.

Alguns membros de sua equipe teriam pedido para que, diante dessa situação, ele se demitisse antes de ser mandado embora, porém a ideia foi rejeitada pelo ministro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Antes de participar da coletiva, Mandetta se reuniu com Bolsonaros e demais ministros. De acordo com a coluna, Mandetta teria ficado em silêncio durante todo o encontro, sinalizando seu isolamento no governo.

Bolsonaro expôs o conflito entre os dois ao ameaçar publicamente demitir Mandetta em mais de uma oportunidade.

Mandetta estaria sendo respaldado no cargo pelo chamado núcleo militar do governo, mas teve apoio enfraquecido depois de entrevista concedida à TV Globo no último domingo (13).

Mandetta afirmou, na ocasião, que brasileiro não sabia se escutava o presidente ou o ministro quando se tratava da pandemia do novo coronavírus, algo que desagradou a alta cúpula do Planalto, que teria julgado as declarações como provocação desnecessária.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.