Lula é o comandante máximo do esquema de corrupção investigado na Lava Jato, diz MPF

image

Foto: N.M/Futura Press

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o comandante máximo do esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato, segundo o MPF (Ministério Público Federal). O esquema tinha o objetivo de, por meio do recebimento de propina, garantir uma governabilidade corrompida, perpetuação criminosa no poder e enriquecimento ilícito.

O ex-presidente, a ex-primeira-dama Marisa Letícia e outras seis pessoas foram denunciadas hoje pelo MPF. O procurador Deltan Dallagnol afirmou que a propina destinada ao ex-presidente chega a R$ 3,7 milhões.

Ao todo, a corrupção envolveu R$ 87 milhões e é esse valor que a denúncia pede como confisco.

O MPF recolheu diversas evidências que, segundo o Dallagno, demonstram como Lula usou do apadrinhamento político e das indicaçōes de empresas públicas para recolher propina e garantir a governabilidade. Isso, de acordo com a investigação, foi feito para aproximar deputados e senadores e ganhar apoio do Legislativo.

Partidos como PMDB e PP, que nao apoiavam o ex-presidente na primeira eleição ganha por ele, em 2002, se aproximaram após entrarem no esquema, em maio de 2003.

“As provas demonstram que Lula era o grande general que comandou a realização e a continuidade da prática dos crimes com poderes para determinar o funcionamento e, se quisesse, para determinar sua interrupção”, afirma o procurador

image

Foto: Reprodução

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos