Lula após encontro com Papa Francisco: 'Não podia vir aqui para discutir Bolsonaro'

Lucas Ferraz, especial para Extra
Lula recebe benção do Papa Francisco em Roma

Após uma audiência privada de quase uma hora nesta quinta-feira com o Papa Francisco, no Vaticano, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o argentino é um personagem “inspirador” e disse ter ficado muito "satisfeito" em conhecê-lo. O petista também disse que não tratou sobre o presidente Jair Bolsonaro e a gestão dele no Brasil durante a conversa com o pontifíce.

O encontro entre o brasileiro e o líder religioso argentino, o primeiro entre eles, aconteceu na casa de hóspedes Santa Marta, onde mora o papa, dentro do Vaticano. O ex-presidente afirmou ter conversado com o papa sobre o combate à pobreza, o desenvolvimento econômico voltado aos pobres e a defesa do meio ambiente.

Indagado se o governo de Jair Bolsonaro foi tratado na conversa, Lula limitou-se a dizer:

— Não podia vir aqui para discutir Bolsonaro — afirmou Lula em uma rápida conversa com jornalistas, na noite desta quinta, na sede da Confederação Geral dos Trabalhadores Italianos, uma espécie de CUT local, onde participou de um debate.