Lula assina despacho para ministérios apresentarem em 45 dias proposta para política do salário mínimo

Presidente Lula no Palácio do Planalto

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou, nesta quarta-feira, durante encontro com as centrais sindicais, um despacho determinando que os Ministérios do Trabalho e da Previdência, entre outros, apresentem em 45 dias uma proposta para uma política de valorização do salário mínimo.

Na véspera, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que o governo vai definir o valor do mínimo deste ano a partir de uma negociação com as centrais, mas indicou que a viabilidade de um valor acima dos 1.302 reais já em vigor dependerá do cálculo do número de beneficiários do INSS, uma vez que uma parcela grande dos pagamentos previdenciários são indexados ao mínimo.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)