Lula chama Bolsonaro de 'fariseu' em resposta a fake news sobre igrejas fechadas

Lula chamou Bolsonaro de 'fariseu' e diz que o presidente é mentiroso ao sugerir que petista fecharia igrejas se for eleito. (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)
Lula chamou Bolsonaro de 'fariseu' e diz que o presidente é mentiroso ao sugerir que petista fecharia igrejas se for eleito. (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) usou as redes sociais para responder ao presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre a fake news que diz que o petista vai fechar igrejas se for eleito.

Lula afirmou que o atual governante mente para os evangélicos e que é um “fariseu” que tenta manipular a fé dos religiosos.

“Bolsonaro mente para os evangélicos. Ele é um fariseu, tenta manipular a fé de homens e mulheres evangélicas que vão à igreja pela sua religiosidade”, escreveu Lula.

Segundo o candidato petista, Bolsonaro “conta mentiras todos os dias” e manda um recado ao adversário: “não haverá mentiras ou fake news que nos impeçam de mudar o Brasil”.

Para os evangélicos, fariseus são pessoas hipócritas, que seguem uma religião de maneira formal, mas fingem seguir os mandamentos religiosos.

Veja como foram as últimas pesquisas eleitorais de 2022:

A fala de Lula responde a uma publicação do presidente Bolsonaro em que ele volta a dizer, sem citar o adversário, que o petista pode fechar igrejas caso seja eleito.

Essa aposta da campanha bolsonarista é lida pelo PT como uma espécie de releitura do “kit gay”, fake news que prejudicou a campanha de Fernando Haddad (PT) em 2018. A sigla já anunciou que busca formas de ir à Justiça contra a propagação da desinformação.

Não foi a primeira vez que Lula usou o termo para se referir a Bolsonaro. Em junho deste ano, o ex-presidente disse que o atual mandatário é “mentiroso” e um “fariseu” que usa o nome de Deus em vão. A fala foi dada em evento da Rede Sustentabilidade no qual a legenda anunciou oficialmente o apoio à pré-candidatura do petista.

“Ele é um fariseu, que se utiliza da boa fé de milhões e milhões de brasileiros evangélicos e católicos que votaram nele também”, disse Lula na ocasião.