Lula chega à sede da Presidência da Argentina e se encontra com Fernández

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 02.01.2023 - Os presidentes Lula (Brasil) e Alberto Fernández (Argentina) durante encontro bilateral no gabinete do Palácio do Itamaraty, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 02.01.2023 - Os presidentes Lula (Brasil) e Alberto Fernández (Argentina) durante encontro bilateral no gabinete do Palácio do Itamaraty, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BUENOS AIRES, ARGENTINA (FOLHAPRESS) - O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), chegou à Casa Rosada, sede da Presidência da Argentina, às 11h desta segunda-feira (23) para o encontro com seu homólogo Alberto Fernández. Ambos estavam acompanhados de suas primeiras-damas.

Antes, Lula participou de uma cerimônia de entrega de flores em homenagem ao general José de San Martín, herói da independência local.

Lula e Janja chegaram em Buenos Aires ainda na noite de domingo (22) e foram diretamente para o hotel.

A partir de quarta-feira (25), Fernández será anfitrião da sétima edição da Cúpula da Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos), atualmente presidida pela Argentina.

Ainda na noite desta terça, o brasileiro e o argentino assistirão juntos a um concerto no Centro Cultural Kirchner. As relações entre os dois principais parceiros do Mercosul estava adormecida devido à posição de isolamento do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). "Nós vamos retomar e acelerar novamente a relação", disse Fernández em entrevista à Folha.

Além da visita ao presidente argentino, a assessoria de Lula também havia dito que o petista teria uma bilateral com o ditador da Venezuela, Nicolás Maduro. O encontro entre os dois, no entanto, foi cancelado poucas horas depois por decisão de Caracas.

A reunião seria a primeira entre os líderes dos países desde que eles reataram os laços diplomáticos, rompidos em 2020 pelo governo Bolsonaro. Maduro ainda não havia chegado à Argentina até o fim da manhã.