Lula chora ao falar sobre tirar brasileiros da fome e diz que Alckmin não será ministro

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 16.10.2022 - O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). (Foto: Bruno Santos/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 16.10.2022 - O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). (Foto: Bruno Santos/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chorou nesta quinta-feira (10) ao falar a parlamentares aliados sobre sua prioridade de livrar brasileiros da fome e afirmou que seu vice, Geraldo Alckmin (PSB), não disputa vaga de ministro em seu governo.

Lula discursou sobre o "Brasil do Futuro" a uma plateia formada por deputados e senadores de partidos aliados em auditório do CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), sede do governo de transição. No palco também estavam Alckmin, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e a esposa do presidente eleito, Janja.

O presidente eleito falou depois de Alckmin, que fez um discurso curto. "Não adianta pedir pro Alckmin falar um discurso mais longo porque não fala", brincou. "Ele foi telegráfico como sempre."

Lula afirmou ter feito questão de designar o ex-governador de São Paulo como coordenador da transição para que ninguém pensasse que ele seria ministro. "Ele não disputa vaga de ministro porque é o vice-presidente da República", afirmou.

O petista disse ainda que a comissão de transição "não decide nada" e "é como se fosse uma máquina de ressonância magnética, vai fazer o levantamento a partir da situação do país."

Ele lembrou ainda que o governo foi eleito com a promessa de olhar para os mais pobres. "A gente não tem que ter vergonha de dizer que o nosso voto é o voto daquelas pessoas que mais necessitam. É daquelas pessoas que um dia viveram num país que tinha um governo que olhou para elas."

O presidente eleito chorou ao falar sobre sua meta de retirar brasileiros que vivem em situação de fome. "Se quando eu terminar esse mandato cada brasileiro tiver tomando café, tiver almoçando e tiver jantando, outra vez eu terei cumprido a missão da minha vida."