Lula descarta ir a velório de Pelé, diz futuro ministro da Secom

O futuro ministro da Secretaria Especial de Comunicação (Secom), Paulo Pimenta, informou que o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, não vai comparecer ao velório de Pelé, marcado para sexta-feira, em Santos, em virtude dos compromissos voltados à cerimônia de posse, no domingo. Ele disse, contudo, que o petista ficou extremamente sensibilizado com a morte do Rei do Futebol e lembrou os tempos de torcedor de Lula.

Pimenta disse que estava com o presidente eleito quando ele recebeu a notícia sobre o falecimento do ídolo.

-- Ele (Lula) fez questão de lembrar que, muitas vezes, ia assistir ao Pelé jogar nos estádios do Pacaembu e no Morumbi, em São Paulo, e ficava com raiva porque, contra o Corinthians, time do presidente, Pelé jogava ainda melhor. Aos poucos, esse sentimento foi se transformando em admiração — contou o futuro ministro.

— Ninguém mais do que Pelé ajudava a levar o nome do Brasil para o mundo inteiro. Em todas as línguas, as pessoas tentam falar Pelé. O presidente esteve muitas vezes com Pelé — acrescentou Pimenta.

Ela disse ainda que Lula pediu informações sobre o velório, mas que a programação da posse inviabiliza a presença do petista. O futuro ministro destacou ainda que Lula poderá adiar para a próxima semana o anúncio dos presidentes da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil e da Petrobras, diante da "falta de clima" gerada pela morte de Pelé.