Lula destaca importância do Centrão e pede que PT 'compreenda necessidades' com Alckmin

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Lula destaca importância do Centrão e pede que PT 'compreenda necessidades' com Alckmin
Lula destaca importância do Centrão e pede que PT 'compreenda necessidades' com Alckmin (Photo by NELSON ALMEIDA / AFP) (Photo by NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)
  • Lula destaca importância do Centrão e pede que PT 'compreenda necessidades' com Alckmin

  • Entrevista foi concedida à rádio CBN Vale do Paraíba nesta quarta-feira (26)

  • Hoje, ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin está avaliando uma possível filiação ao PSB

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou nesta quarta-feira (26), em entrevista à rádio CBN Vale do Paraíba, que espera que Geraldo Alckmin (sem partido) se filie a um partido que faça aliança com o Partido dos Trabalhadores, e que a sigla “compreenda a necessidade de se fazer aliança”. Além disso, o petista também comentou sobre a importância do Centrão para governar o país.

“Tenho que voltar para fazer mais e para fazer mais eu preciso de mais gente do meu lado. Por isso estou conversando com todo mundo, e espero que dê certo essa conversa. Espero que o Alckmin escolha o partido adequado que faca aliança política com o PT, e o PT compreenda a necessidade de fazer aliança”, declarou ele.

Além disso, Lula, que pensa em lançar o ex-tucano como vice de sua chapa para a eleição presidencial deste ano, afirmou confiar em Alckmin e disse que, se aliança der certo, “será bom para o Brasil”.

Atualmente, o ex-governador de São Paulo está avaliando uma possível filiação ao PSB.

Centrão

Questionado sobre como será a relação com o Centrão caso seja eleito presidente novamente, Lula diz que não vê problema em dialogar com as forças políticas que compõem os partidos.

O ex-mandatário reiterou ainda que, uma vez presidente, é preciso conversar e negociar com quem foi eleito, seja do campo da direita, esquerda ou centro.

“Eu não vejo problema em ter que conversar com o Centrão. O que eu vejo é que precisamos eleger um conjunto com deputados que tenha uma visão do Brasil um pouco mais social”, avaliou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos